Publicidade


 

* Conteúdo exclusivo
para assinantes de
VEJA NA SALA DE AULA
     
 


Edição 1999, 14 de março de 2007

Ciências Humanas e suas Tecnologias - História

Contatos proibidos de primeiro grau

Examine com a classe a controvérsia das relações incestuosas ao longo da evolução dos povos


Irmãos e Amantes

Quatro aulas de 50 minutos


O incesto na história da humanidade


Analisar e discutir a presença das relações incestuosas na história e na cultura humanas

Para a teoria psicanalítica freudiana, o desejo incestuoso é tão antigo quanto a humanidade. Ele aparece na mitologia greco-romana - Zeus, casado com sua irmã Hera, se disfarça de serpente para seduzir a própria filha Perséfone - e no Antigo Testamento (o patriarca Abraão é marido de Sara, sua meia-irmã). Admitida sem pudor nem juízos morais entre as divindades de muitas religiões, a união entre parentes de primeiro grau era aceita também entre vários imperadores, considerados os representantes dos deuses na Terra. Ao longo do tempo, porém, o incesto foi desestimulado e até proibido entre a população comum. O tema, que permeia a história humana e já mereceu destaque na literatura, no teatro e no cinema, volta agora à baila em tom real na reportagem de VEJA. Pontos de vista antagônicos estão em jogo. De um lado, o desejo e o livre-arbítrio das pessoas de satisfazê-lo; de outro, a lei, fundamentada em evidências biológicas acerca do risco desses enlaces consanguíneos. O que os estudantes pensam a respeito? Convide-os a uma investigação histórica e levante o debate sobre os irmãos alemães, pais de quatro crianças, que lutam para ser reconhecidos como casal.

Ali Meyer/ Corbis / Latinstock
Zeus e Hera: freqüentes entre as divindades,
as relações incestuosas estão presentes em
diversas passagens da mitologia grega


Atividades

1ª e 2ª aulas
- Leia a reportagem com a garotada. Depois, apresente de forma sintética o significado de uma relação incestuosa e explique a origem do termo: ele vem do latim in castus (não casto, impuro). Dê exemplos ligados ao conceito e verifique o entendimento geral. Em seguida, conte que algumas monarquias européias foram marcadas pelos casamentos consanguíneos e por relações incestuosas. Reis, rainhas, príncipes e princesas acabaram tendo sérios problemas de saúde em decorrência dessas ligações. Em parte, elas ocorreram por razões e conveniências políticas dos reinos, sempre em busca de expansão territorial e influência diplomática. Volte um pouco no tempo e ensine que, no Egito antigo, houve diversos casos de incesto principalmente entre a camada dominante, como nas famílias dos faraós. Naquela passagem da trajetória das civilizações, a relação entre parentes não carregava a concepção pecaminosa que foi adquirindo com o correr dos séculos. Vale citar que até as chamadas sociedades primitivas da América, África e Ásia construíram seus tabus.

Lembre que a monarquia portuguesa também teve problemas nessa esfera. Um bom exemplo foi a proposta apresentada pelo imperador Pedro I para que a filha Maria da Glória - que se tornaria dona Maria II, de Portugal -, se cassasse com o tio dom Miguel (irmão de seu pai). O objetivo do consórcio era preservar a dinastia dos Braganças na Europa, permitindo conciliar os interesses antagônicos no seio da família real. Apesar dos esforços do monarca brasileiro, as divergências cresceram, o casamento fracassou e uma guerra civil resolveu, no campo militar, as diferenças entre absolutistas e liberais.

Aborde o ponto de vista religioso sobre a relação entre familiares diretos. Como as duas crenças de maior influência no mundo da política - o cristianismo e o islamismo - tratam da questão do incesto? Recorde que tanto uma quanto a outra seguem diferentes vertentes analíticas e práticas religiosas. A primeira inclui principalmente o catolicismo e o protestantismo, e a segunda divide-se entre xiitas e sunitas.

3ª e 4ª aulas – Distribua cópias do quadro ao lado para discutir certas relações incestuosas que transparecem na história e na literatura.

Se possível, veja com os jovens o filme La Luna, dirigido por Bernardo Bertolucci. A trama se desenrola na Itália e envolve uma cantora lírica e seu filho adolescente, rebelde e viciado em drogas. Conte que, na literatura clássica grega, a lembrança inevitável é de Édipo Rei, tragédia de Sófocles (427 a.C.), que acabou sendo utilizada por Sigmund Freud para descrever e analisar a relação entre mãe e filho.

Finalize organizando a turma em sete grupos de pesquisa. A três deles atribua o estudo de um continente, recomendando focalizar em como os “povos primitivos” tratavam o incesto. Ao quarto, solicite que investigue a organização da família no Egito antigo e a ocorrência das uniões consanguíneas, mencionando como sua religião politeísta tratava do assunto. À quinta equipe, proponha uma investigação sobre monarquias européias no final das idades Média e Moderna (em que ocorreram uniões incestuosas). Quais as conseqüências políticas do fato? O sexto grupo deve examinar os casos na família real portuguesa e seus reflexos na manutenção do poder. O sétimo time ficará incumbido de um estudo comparativo das óticas cristã e muçulmana sobre o tema. Os resultados serão apresentados na aula seguinte, que deve ser reservada para debate das pesquisas e do episódio protagonizado pelos irmãos alemães citados por VEJA.

 
Para seus alunos

Impulsos distintos e um tema comum

Já em Os Maias (3), telessérie baseada no romance de Eça de Queirós, o desejo entre irmãos surge sem que os envolvidos saibam da relação de parentesco. No filme Lavoura Arcaica (5), a paixão que se desenvolve entre Ana (na foto) e o irmão André marca a quebra da estrutura familiar. Esse rompimento de estruturas familiares e sociais foi intencionalmente provocado na história em quadrinhos Joe Blow (4), de Robert Crumb, em que os pais seduzem os filhos (ao lado, o garoto espanta-se diante da mãe em trajes sadomasoquistas). O material causou repúdio em setores conservadores da sociedade americana.

Nana Productions / Sipapress
1

Antena Aragon / ALbum / Latinstock
2

Rede Globo / Divulgação
3

Robert Crumb
4

Divulgação
5



Veja também

Filmografia

  • Os Maias, Luiz Fernando Carvalho de Almeida, Som Livre, somlivre.globo.com
  • Lavoura Arcaica, Luiz Fernando Carvalho de Almeida, Europa Filmes, tel. (11) 2165-9000



  • Roteiro criado por Marco Antônio Villa, professor de História da Universidade Federal de São Carlos (SP)


     
    menu
    copyright © 2006. Editora Abril S.A. Todos os direitos reservados

    [an error occurred while processing this directive]