Torquato Jardim aceita convite para assumir o Ministério da Transparência

Jardim vai substituir Fabiano Silveira, que caiu do posto na segunda-feira, depois de ter sido gravado criticando a Lava Jato e orientando o presidente do Senado, Renan Calheiros

O Palácio do Planalto informou na manhã desta quarta-feira que o advogado Torquato Jardim será o novo ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, pasta que substitui a Controladoria Geral da União (CGU). Ele aceitou convite do presidente interino Michel Temer (PMDB). O novo ministro vai tomar posse do cargo amanhã.

Jardim vai substituir o demissionário Fabiano Silveira, que caiu na segunda-feira depois de ter sido gravado, antes de assumir o posto, criticando a Lava Jato e dando orientação de defesa a investigados da operação, como o delator Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, e o presidente do Senado, Renan Calheiros, seu padrinho político.

Jardim é ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral e vai assumir o ministério em meio a uma guerra interna com servidores pela volta da CGU nos moldes do governo da presidente afastada Dilma Rousseff.