Temer rebate Dilma

Atacado pela presidente afastada, interino afirma que a petista levantou falsas acusações contra seu governo

O presidente em exercício Michel Temer divulgou nota na noite desta segunda-feira para rebater as acusações da presidente afastada Dilma Rousseff, que associou o governo interino à perda de direitos trabalhistas e ao fim de programas sociais durante sua defesa no Senado.

A seguir, confira a íntegra do documento:

O debate no Senado Federal sobre o processo de impeachment gerou falsas acusações de retirada de direitos sociais, previdenciários e trabalhistas pelo Governo Federal aos cidadãos brasileiros.

Não é verdade que se debata a estipulação de idade mínima de 70 ou 75 anos aos aposentados; não será extinto o auxílio-doença; não será regulamentado o trabalho escravo; não há privatização do pré-sal e não se cogita revogar a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Essas e outras inverdades foram atribuídas de forma irresponsável e leviana ao governo interino.

Todas as propostas do governo Michel Temer são para assegurar a geração de emprego, garantir a viabilidade do sistema previdenciário e buscar o equilíbrio das contas públicas. E todas elas respeitarão os direitos e garantias constitucionais.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ronaldo Silva Jr

    Bravo, sr presidente. Deu de 7 a 1.

    Curtir

  2. Isso aí Ronaldo!!!!

    Curtir

  3. Luiz Renato Fogagnolo

    É isso aí, com gente séria é outra coisa

    Curtir

  4. Micky Oliver

    VEREMOS! Se querem cortar gastos para gerar receitas para a Previdência, comecem cortando as mordomias e altos salários do funcionalismo público! Aposentado da iniciativa privada em sua esmagadora maioria, vive com salário fome de 800 reais!!!

    Curtir