STF dá início ao julgamento do mensalão

O primeiro integrante da corte a falar deve ser o relator do processo, o ministro Joaquim Barbosa. Depois, será a vez de Roberto Gurgel

O Supremo Tribunal Federal (STF) iniciou às 14h30 o maior julgamento de sua história: os ministros vão decidir nas próximas semanas o futuro dos 38 réus do processo do mensalão.

O primeiro integrante da corte a falar deve ser o relator do processo, o ministro Joaquim Barbosa. Depois da apresentação do relatório, será a vez de Roberto Gurgel, procurador-geral da República, apresentar suas considerações sobre o caso.

Antes disso, entretanto, os advogados dos réus devem apresentar questões de ordem sobre o andamento do julgamento. Márcio Thomaz Bastos, ex-ministro da Justiça e mais influente advogado do caso, quer que o processo seja desmembrado: segundo ele, apenas os três deputados federais citados no caso devem ser julgados pelo STF. Se aceito pela corte, o pedido significaria uma vitória para os outros réus – inclusive José Dirceu – já que, para eles, o processo voltaria à primeira instância. Mas o mais provável é que os ministros do Supremo rejeitem a solicitação.

Do lado de fora do STF, a movimentação é pequena: pouco antes do início do julgamento, três manifestantes pediam a condenação dos réus, na entrada do tribunal. Um outro grupo promete se concentrar às 17h em frente à corte para protestar contra os mensaleiros.

Confira abaixo a cobertura do julgamento ao vivo:

https:pAcompanhe%20o%20primeiro%20dia%20do%20julgamento%20mais%20importante%20da%20história%20do%20STF/phttp://storify.com/vejanoticias/julgamento-do-mensal-o/embed?border=true