Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Renan: se delator falasse comigo de propina ‘mandaria prendê-lo’

Senador diz que citação de delator a ele é 'fantasiosa", mas não perde a oportunidade de alfinetar novamente o presidente da República também citado

Um dos muitos políticos citados na delação premiada do grupo JBS, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) não perdeu a oportunidade de mais uma vez se mostrar o aliado menos fiel do presidente Michel Temer (PMDB). Em nota enviada à imprensa, ele afirmou que, se Ricardo Saud “ou qualquer outro delator” lhe relatasse pagamentos de propina ou caixa 2, ele “mandaria prendê-lo”.

Ao falar sobre isso, o senador toca em um dos pontos mais sensíveis da crise política: o fato de uma gravação entregue por Joesley Batista à Procuradoria-Geral da República (PGR) mostrar o empresário relatar pagamentos de propina ao presidente, sem que este tenha reagido negativamente ou sequer informado às autoridades competentes. Michel Temer nega e justifica que apenas ouviu as “lamúrias” de um “fanfarrão” e que não acreditou que o empresário pudesse estar dizendo a verdade, ao explicar o porquê não o denunciou.

Na sexta-feira, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o ex-presidente do Senado foi questionado se deixaria a base de apoio do presidente Temer. A resposta foi monossilábica: “Nunca entrei”. Nos últimos meses, apesar de ser filiado ao PMDB, ele se caracterizou pelas críticas contundentes às reformas trabalhista e da Previdência Social, adotados como os principais projetos do governo Temer.

Segundo Saud, ex-diretor da JBS, Renan teria feito parte de um grupo de senadores que receberam, juntos, mais de 35 milhões de reais do grupo. Na nota, ele classifica a delação como “fantasiosa” e nega que um encontro com o executivo em sua casa comprove sua participação. “O fato dele ter ido a minha casa não significa que tenho qualquer relação com seus atos criminosos”, alegou.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Carlos Macieira

    Renan Calheiros é prova viva que o Brasil é país de alienados!!!

    Curtir

  2. Eli Bussaglia

    O que esse CANALHEIROS ainda está fazendo fora das grades? Até quando ficaremos vendo esse PATIFE manipulando o congresso?

    Curtir

  3. Miguel Araújo

    Digo para meus filhos estudarem todos os dias pra abandonar essa barca. Vergonha grande. Se o PCC quiser se tornar o maior partido desse país é só começar a matar esses safados. Terão apoio de toa a população.

    Curtir

  4. Antonio Geraldes

    kkkkkk é um vagabundo mentiroso mesmo……

    Curtir

  5. Carlos Roberto Batista

    O senado tem dois senadores que são os maiores pilantras que existe dentro desse país. Renan Canalheiros de Alagoas e Paulo Paim do Rio Grande do Sul. Que dois homens VAGABUNDOS…espero que esses dois estados dê a resposta pra eles na urnas nas próximas eleições…

    Curtir

  6. Sérgio Lima

    Brasil realmente é um país de políticos aproveitadores.

    Curtir

  7. Marco Aurelio Jandelli

    Perdeu a oportunidade de ficar calado.

    Curtir

  8. kekeé isso kkkkkkkk fala sério o Renan, seria o primeiro a ir preso

    Curtir

  9. Asdrubal Caldas

    Quando o Senador Renan Calheiros diz: “O fato dele ter ido a minha casa não significa que tenho qualquer relação com seus atos criminosos.” Teríamos que perguntar a ele, Renan Calheiros, o por que desta premissa não se estender, também, ao Presidente Temer? Ou ele acredita que o Presidente Temer, diferente dele, tenha alguma relação com os atos criminosos da dupla de espertalhões, donos da Friboi? Pois fique sabendo nobre Senador que, apesar dos pesares, o Presidente Temer ainda desfruta de muito mais credibilidade moral e política, do que o senhor.Pense.

    Curtir

  10. J. A. Dietrich Filho

    Cheio de moral…

    Curtir