Procurador no TSE é alvo de mandado de prisão

O vice-procurador-geral eleitoral Nicolao Dino acompanha a operação

Na operação policial deflagrada nesta quinta-feira, o procurador da República que atua junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Ângelo Goulart Villela é alvo de um mandado de prisão. Agentes da Polícia Federal estão na residência do procurador desde as primeiras horas da manhã. Policiais também estão na procuradoria-geral eleitoral, que funciona no 5º andar do TSE, cumprindo ordens de busca e apreensão de computadores e mídias do funcionário.

As buscas ocorrem na sala do procurador e foram justificadas pelo Ministério Público por suspeitas de envolvimento dele em irregularidades apuradas pela Operação Greenfield, que investiga fraudes em fundos de pensão. O vice-procurador-geral eleitoral Nicolao Dino e a subprocuradora-geral Claudia Sampaio acompanham a operação.

Na manhã de hoje, o TSE publicou a seguinte nota:

“A Assessoria de Comunicação do Tribunal Superior Eleitoral esclarece que, na manhã desta quinta-feira (18), a Polícia Federal realizou buscas e apreensões, exclusivamente na estação de trabalho do procurador da República, Ângelo Goulart, localizada em uma das salas da Procuradoria-Geral Eleitoral, que ocupa espaço no quinto andar do prédio do TSE. A equipe da PF chegou ao Tribunal por volta de 6h e concluiu o trabalho às 8h. O vice-procurador-geral eleitoral, Nicolao Dino, e a subprocuradora-geral da República, Cláudia Sampaio, acompanharam o trabalho da PF em cumprimento de mandado judicial. O material apreendido – um HD externo, um celular, documentos e mídias – integra o patrimônio do Ministério Público Federal.

De acordo com a Procuradoria-Geral Eleitoral, a operação não tem qualquer relação com a Justiça Eleitoral ou com processos que nela tramitam. As buscas fazem parte da etapa da operação Greenfield, que investiga irregularidades em quatro grandes fundos de pensão do país, deflagrada hoje, segundo as informações da Polícia Federal”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Andre Valente

    Na foto é o TST…

    Curtir