Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Na véspera da posse, Genoino passeia pela Câmara

Mensaleiro condenado a 6 anos e 11 meses de prisão não respondeu perguntas da imprensa. Passeio pelo Congresso esvaziado durou uma hora

José Genoino já tem tudo pronto para tomar posse na Câmara dos Deputados. Apesar de condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por corrupção ativa e formação de quadrilha no processo do mensalão, o petista esteve no Congresso nesta quarta-feira e entregou a documentação exigida para a cerimônia de posse, marcada para as 15h desta quinta. Genoino não respondeu as perguntas da imprensa: “Só vou falar amanhã, depois da posse”, repetiu.

O mensaleiro, que tem 6 anos e 11 meses de pena a cumprir, esteve na Secretaria-Geral da Mesa, na Diretoria-Geral da Câmara e na liderança do PT. Ao todo, ele passou cerca de uma hora no Congresso, esvaziado por causa do recesso parlamentar.

O petista ainda teve tempo de submeter uma de suas filhas, Mariana, a um constrangimento desnecessário diante da imprensa. Enquanto se reunia com o diretor-geral da Câmara, Rogério Ventura Teixeira, ele abriu a porta da sala e dirigiu-se à jovem, que aguardava do lado de fora: “Quantos anos tu tem, Mariana?”. Após ouvir a resposta – 27 anos -, fechou a porta novamente. Sem entender o que ocorrera, a filha de Genoino minimizou o episódio: “É normal”.

Irritação – Genoino ainda se irritou com repórteres que insistiam em pedir que ele comentasse seu retorno, como condenado, à Câmara. Ele não gostou quando os jornalistas indagaram se ele não se constrangia em tomar posse na Casa, mesmo tendo uma pena de 6 anos e 11 meses a cumprir, e afirmou que a imprensa desempenha o papel de “torturador moderno”.

O mensaleiro não vai deixar de frequentar a Câmara tão cedo: embora tenha decidido que parlamentares condenados no processo do mensalão devem perder o mandato, o Supremo ainda precisa concluir a elaboração do acórdão que permitirá a aplicação das decisões tomadas no julgamento.