Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Moro sobre Lula: ‘Se pagou por reformas, conseguirá provar’

O juíz federal Sérgio Moro investiga se reformas no Sítio de Atibaia foram feitas com dinheiro de propina

O juiz federal Sérgio Moro afirmou em decisão que colocou o ex-presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva no banco dos réus pela sexta vez, que se as reformas do sítio de Atibaia foram pagas, Lula conseguirá provar. O petista é réu por corrupção e lavagem de dinheiro. A informação é de reportagem publicada nesta quarta-feira no jornal O Estado de S.Paulo.

Moro disse que “se o ex-presidente da República arcou com as despesas da reforma terá facilidade para produzir prova documental pertinente durante o curso da ação penal, mais uma vez, usualmente transações da espécie são feitas mediante registros documentais e transferências bancárias”.

O juiz disse ainda que “não há qualquer registro de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenha pago qualquer valor por essas reformas sinalizadas no Sítio de Atibaia”.

De acordo com a denúncia recebida por Moro, Lula teria sido beneficiado pelas obras na propriedade, pagas em forma de propina pelo pecuarista condenado pela Operação Lava Jato, José Carlos Bumlai e pelas empreiteiras Odebrecht e OAS.

Segundo o juiz, o ex-presidente “comportava-se como proprietário do Sítio de Atibaia” e as reformas  foram feitas para “beneficiar o ex-presidente”.

A lava jato evidenciou ainda, algumas “reformas significativas” feitas na propriedade nos últimos sete anos. Segundo o Ministério Público Federal, nas reformas, foram desembolsados 150.500,00 de Bumlai, Rogério Aurélio Pimentel (segurança de Lula) e Fernando Bittar (proprietário formal do sítio), além de R$700 mil das empreiteiras Odebrecht e R$170 mil pela OAS.