Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Maia vai vetar MP de Temer com mudanças na reforma trabalhista

Para conseguir o apoio dos senadores, o presidente prometeu a edição de uma MP para modificar alguns pontos do texto

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse há pouco que não vai votar nenhuma Medida Provisória (MP) que modifique o texto aprovado pelo Congresso sobre a reforma trabalhista. O comentário, que vai de encontro com o acordo feito com o presidente Michel Temer com parlamentares, acontece no momento em que Maia se distancia do Palácio do Planalto por conta da tramitação da denúncia contra o peemedebista na Câmara.

Para conseguir o apoio da maioria dos senadores, Temer prometeu a edição de uma MP para modificar alguns pontos da reforma, como a questão que envolve a não obrigatoriedade do imposto sindical.

“A Câmara não aceitará nenhuma mudança na lei. Qualquer MP não será reconhecida pela Casa”, afirmou Maia no Twitter.

O texto foi aprovado nesta terça-feira no Senado por 50 votos a 26 e segue agora para a sanção presidencial.

Após saber da mensagem publicada por Maia, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), também voltou a afirmar que não participou de nenhuma negociação em relação à MP. “Estou tranquilo sobre isso. Não tratei de MP e nenhum compromisso sobre mudanças no texto”, disse.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Maurilio Lima

    Não me surpreende. Estes senhores não honram na as calças que vestem, quando mais um compromisso público. Lamentável

    Curtir

  2. Ótimo, trabalhador nesse pais já tem direitos até demais

    Curtir

  3. José Santos

    A queda é o coice para os esquerdopatas.

    Curtir

  4. Nelson Marchetto

    Tem pontos polêmicos? Tem… mas temos leis trabalhistas ainda feitas no tempo de Getúlio Vargas, o que os “sindicalistas” vagabundos querem, continuar mamando, fazendo bagunça? Flexibilizar o mercado e necessário, mas temos que ficar de olho nas multi-nacionais e nos bancos que já ganham muito e precisa tirar um pouco deles também!!!

    Curtir

  5. Marcos Santos

    Verdade Gomes, o trabalhador brasileiro já possui direitos demais. O Brasil como país de vanguarda na legislação trabalhista, sendo um dos últimos a abolir a escravatura, poderia agora ser o primeiro a readmiti-la. O primeiro passo para essa legalização já foi dado com essa tal reforma trabalhista.

    Curtir

  6. Gilvani Marinho

    Os sindicatos pelegos agora tomaram no furico! Isso ai Maia!! E uma outra coisa, só reclama da reforma trabalhista quem não a leu, e fica repetindo como papagaio o que ouve!!

    Curtir

  7. Ataíde Jorge de Oliveira

    A NaÇãO.br
    & a Eterna GratiDãO
    às Mulheres Empoderadas do PT
    [ + ace$$ório$ : pdT;pÇÇÇdoB;rede;pÇöLL;p$B ]

    Curtir

  8. Marcos Santos

    Se alguém não entender que o acordado com o patrão poderá valer mais que o consagrado na CLT (ou seja, menos garantias, óbvio!) é papagaio ou é pato, mesmo???

    Curtir

  9. Ronaldo Mariconi

    Que título idiota, tendencioso e ignorante. O presidente da Câmara não veta MP. Se uma MP não for votada, ela tranca a pauta de votações. Existe uma legislação específica para a tramitação de MPs. Informem-se antes de escrever asneiras.

    Curtir