Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Joaquim Barbosa é condenado a indenizar jornalista em R$ 20 mil

À época presidente do STF, ex-ministro chamou repórter de 'palhaço' e o mandou 'chafurdar no lixo'

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa foi condenado a indenizar o jornalista Felipe Recondo em 20.000 reais por danos morais. Quando era repórter do jornal O Estado de S. Paulo, Recondo, hoje sócio do site jurídico Jota, foi chamado de “palhaço” pelo então presidente do Supremo e ainda ouviu do ministro que deveria “chafurdar no lixo”.

A decisão é da 4ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal em grau de apelação. Barbosa foi condenado por 3 votos contra 2. Votaram pela condenação do ex-presidente do Supremo os desembargadores Fernando Habibe, Sérgio Rocha e Rômulo de Araújo Mendes. Joaquim Barbosa pode ainda recorrer da decisão.

Atuaram no processo em favor do jornalista os advogados Leonardo Furtado (escritório Chiaparini Bastos), Danyelle Galvão e Renato Faria (escritório Faria e Galvão).

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Democrata Cristão

    Na Suécia os juízes podem ser processados como qualquer cidadão comum, nenhum juiz, seja qual for a instancia, tem foro privilegiado. Acho que temos ampliar, também, o debate sobre Liberdade de Expressão e Abuso de Autoridade(famosa “carteirada”).

    Curtir

  2. Alberto Lopes Lapolli

    Mesmo um Ministro precisa seguir regras..Então de Condenava a Condenado…Tu nunca me enganou Joaquim

    Curtir

  3. Mauricio Reppetto

    Pede para o jornalista relevar a multa.

    Curtir

  4. Sávio Ávila Rodrigues Avila

    Enquanto não houver extinção em todos os níveis do famigerado foro privilegiado estaremos a mercê de carteiradas imorais e velianas dos principais artífices do sistema jurídico que se sentem inatingíveis por seus pares nas questões de infrigências das leis que eles mesmos usam para condenar a podridão , os cidadãos comuns, em reclusões de penúria e abandono infernal.

    Curtir

  5. Esse Ministro surgiu como uma grande esperança, e, não mais do que de repente, tornou-se uma pessoa decepcionante.

    Curtir

  6. Engraçado nessa entrevista é a propaganda dos escritórios dos advogados.

    Curtir

  7. André de Moraes

    Este senhor foi uma das maiores decepções que sofremos no âmbito jurídico. Depositamos nossas esperanças nele, para no fim, sabermos que era mais um emparelhado pelo Governo vermelho.

    Curtir