Janot e Temer tiveram encontro fora da agenda em 2015, diz jornal

Procurador-geral da República teria usado encontro secreto com o então vice-presidente para informar sobre inquéritos contra Eduardo Cunha e Renan Calheiros

Um dos pontos mais criticados no encontro do presidente Michel Temer (PMDB) com o empresário Joesley Batista, do grupo JBS, foi o fato de ter sido omitido da agenda oficial e acontecido no Palácio do Jaburu, residência oficial do presidente. A conversa entre os dois – gravada pelo empresário – baseou um pedido de abertura de inquérito pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

A coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, revela nesta segunda-feira que um documento produzido pelo governo aponta a existência de um encontro nos mesmos moldes, fora da agenda e na residência, de Temer, então vice-presidente de Dilma Rousseff (PT), com o procurador-geral Rodrigo Janot em 2015. A informação foi confirmada a VEJA pela assessoria de imprensa da Presidência da República, que apontou que o documento traz ainda outros dois encontros nessas condições, ambos em 2016, um em outubro – quando Temer já havia substituído a petista no Planalto – e outro sem registro de data.

Segundo a Folha, o encontro, realizado em março de 2015,  teria sido utilizado para que Janot avisasse Michel Temer que encaminharia pedidos de inquérito contra os então presidentes da Câmara e do Senado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Renan Calheiros (PMDB-AL). À coluna, pessoas próximas ao procurador avaliaram que era um procedimento comum avisar Dilma e Temer sobre inquéritos contra os chefes do Congresso Nacional.

Procurada por VEJA, a PGR informou que não conseguiu ter acesso ainda à agenda do procurador Rodrigo Janot em 2015 para se posicionar a respeito da reunião. Questionado, o Palácio do Planalto não respondeu qual a razão da solicitação desse documento pela Procuradoria, se há alguma forma de registro dos encontros que são feitos fora da agenda oficial nem qual foi a razão do encontro citado.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Iara Aganetti

    Pois é.

    Curtir

  2. Social Democrata Nem Direita Nem Esquerda

    Engraçado que político não pode mais ter sua vida? Me poupem!

    Curtir