Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Janot denuncia Lula e Dilma ao STF por tentar obstruir Lava Jato

Procurador-geral da República afirma que a ex-presidente tentou dar foro privilegiado ao antecessor ao nomeá-lo ministro da Casa Civil em março de 2016

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou nova denúncia contra a ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), por crime de obstrução de Justiça. No entendimento do Ministério Público Federal, a nomeação de Lula para ministro da Casa Civil em março de 2016 teve o objetivo de dificultar as investigações da Operação Lava Jato porque ele já figurava como réu em um dos processos.

Com a nomeação para ministro, Dilma tentava resolver duas questões: melhorar a articulação política de seu governo, que estava em crise – dois meses depois, ela seria afastada do cargo -, e, tão importante quanto, garantir foro privilegiado a Lula, que duas semanas antes havia sido alvo de uma condução coercitiva determinada pelo juiz Sergio Moro, a quem o petista acusa de parcialidade e perseguição política.

Logo após a nomeação de Lula, no entanto, uma liminar do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu a ação de Dilma, por entender que ela teve o objetivo de retirar a competência de Moro e levar os processos contra o petista para o Supremo. O ex-presidente nunca chegou a ocupar o cargo de ministro.

Segunda denúncia

Esta é a segunda denúncia de Janot contra Lula e Dilma nos últimos dois dias. Na terça-feira, ele encaminhou ao STF pedido de abertura de ação penal contra os dois, mais cinco ex-ministros petistas e o próprio PT, por formação de organização criminosa, em razão de esquema de corrupção instalado na Petrobras e que teria favorecido partidos políticos aliados do governo, como o PMDB e o PP.

Por causa dessa denúncia, que tramita no STF, a nova acusação contra Lula e Dilma também ficará no Supremo, a pedido de Janot. Ele entende que há conexões entre os dois processos, por isso, devem tramitar no mesmo tribunal. Os dois ex-presidentes não têm foro privilegiado.

Defesa

Em nota, a defesa do ex-presidente Lula declarou que Janot tem atuação “afoita e atabalhoada” nos últimos dias do seu mandato – ele fica no cargo até 17 de setembro. “Essa é a denúncia apresentada pelo Procurador-Geral da República para o próprio Supremo Tribunal Federal, talvez na busca de gerar algum ruído midiático que encubra questionamentos sobre sua atuação no crepúsculo do seu mandato”, diz o texto.

(Com Agência Brasil)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Claudio Stainer

    O Janot está apertado de costura porque tinha pretensões outras não muito Republicanas. Não está, agora, afoito e sim diligente para não encarar uma omissão dolosa.

    Curtir

  2. Leram a cartilha do FBI, STJ? Politica é política, terrorismo e facção criminosa não deve fazer parte, pois é o oposto de governo.

    Curtir

  3. Assim diz o poderoso criador, aquele que tudo vê: AI DAQUELE QUE TENTAR CONTRA OS MEUS, PORQUE SE FAZ MAL A ELE, ESTÁ FAZENDO MAL DIRETAMENTE A MIM.

    Curtir