Governo aposta em trocas na CCJ para barrar relatório de Zveiter

Vice-líder do governo na Câmara, Beto Mansur (PRB-SP) disse que o relator rasgou o diploma; oposição celebra contundência do voto contra Michel Temer (PMDB)

Deputados de oposição celebraram o parecer favorável do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) à aceitação da denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer (PMDB). Já os governistas disseram acreditar que as trocas feitas na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara derrubarão o relatório apresentado por Zveiter.

O voto de Zveiter não foi uma surpresa para os governistas, mas a contundência com que o deputado se manifestou trouxe euforia à oposição e preocupação para a base aliada. “Foi um dia triste para o estado de direito”, declarou Carlos Marun (PMDB-MS), vice-líder da bancada peemedebista e membro da tropa de choque de Temer.

A base aliada conta com a produção separada de um parecer contra a denúncia para ser aprovado como substitutivo ao parecer de Zveiter e ser levado ao plenário. Ao trocar 13 membros da comissão (sendo oito titulares), os aliados de Temer afirmam que terão 39 ou 40 votos contra a denúncia – no total, são 66 deputados. E, se forem detectados potenciais votos contrários, as trocas continuarão.

O vice-líder do governo na Câmara, Beto Mansur (PRB-SP), disse que Zveiter “rasgou” o diploma de advogado. Para ele, o voto foi “muito fraco” e configura uma tentativa da oposição de fazer disputa política e partir para o revanchismo. “A oposição quer dar o troco no impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT)”, afirmou.

“Foi um relatório muito contundente”, rebateu o deputado Júlio Delgado (PSB-MG). Delgado reconheceu que as trocas vão interferir no placar da comissão, mas afirmou que o “rolo compressor” do governo resultará em uma vitória artificial para Temer na CCJ. “No plenário não dá para trocar deputado. Temos esperança grande.”

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Douglas navas

    Veja,queremos assassino Luladrao de volta????

    Curtir

  2. Esorso Elizabeth

    Papudo covarde comprado.

    Curtir

  3. Tadeu Passarelli

    Incrível cambada de VAGABUNDOS, todos… ara, braziuziuziu, vais mal…

    Curtir

  4. Obvio que o Temer não é santo. Mas essa denuncia é muito fraca e forçada. Alias, ficou claro que tudo isso foi uma MANOBRAS dos senhores JANOT e FACHIN para derrubar o TEMER. Enquanto isso o chefão da quadrilha que destruiu o PAÍS sai por aí, livre, leve e solto. Vamos acordo Brasil.

    Curtir

  5. jose neves silva

    Este Governo está parecendo uma repetição do Governo Hermes da Fonseca que distribuía favores aos aliados para continuar no poder,o que ensejou a Rui Barbosa escrever um livro sobre a crise moral no Brasil,esta vergonha vem de longe por falta de patriotismo,

    Curtir