Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Garotinho pede na Justiça quebra de sigilo telefônico de Cabral e Cavendish

Inimigo político do governador do Rio, deputado do PR deu entrada em Ação Popular pedindo suspensão de pagamentos do estado à construtora Delga

O ex-governador do Rio e deputado federal pelo PR, Anthony Garotinho, deu entrada, na quarta-feira, a uma Ação Popular na Justiça do Rio. O objetivo é conseguir a quebra do sigilo telefônico de Cabral e de Fernando Cavendish e a suspensão dos pagamentos do governo do Estado a Delta Construções até o fim da auditoria nos contratos firmados entre o governo do estado e a empreiteira. Essa investigação nos contratos foi determinada por Sérgio Cabral em abril. Um dos integrantes da comissão de sindicância para apurar irregularidades é o chefe da Casa Civil do Rio, Régis Fichtner.

Garotinho condiciona o pedido de suspensão dos contratos não só ao término da auditoria, mas até a finalização das investigações na Policia Federal e da CPI do Cachoeira no Congresso Nacional. “A ação é uma iniciativa minha e da deputada estadual Clarissa Garotinho, e foi distribuída para o juiz Afonso Henrique Ferreira Barbosa, da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca da Capital”, disse Garotinho em seu blog. Nesse mesmo espaço na internet, ele divulgou vídeos e imagens de Cabral com Cavendish e secretários de estado na Europa. A partir daí, começou a pressão da oposição para que o atual governador deponha na CPI.

LEIA TAMBÉM:

Garotinho divulga vídeo de jantar de Sérgio Cabral com Cavendish, da Delta

Sérgio Cabral nomeia amigos para fiscalizar sua relação com empresários

Garotinho divulga vídeo de Cabral e Cavendish em show do U2

Garotinho publica fotos de Cabral e Cavendish juntos

Tragédia na Bahia expõe ligações delicadas de Sérgio Cabral