Frente a frente com Youssef, cunhada de Vaccari admite que conhecia o doleiro

Marice Corrêa de Lima, cunhada do tesoureiro do PT João Vaccari Neto, admitiu nesta terça-feira que conhecia o doleiro Alberto Youssef. A confissão ocorreu durante acareação entre os dois feita pela Polícia Federal, na superintendência de Curitiba. Marice evitou bater boca com o doleiro e manteve as alegações de depoimento anterior, em que negou ter recebido propina de Youssef. O doleiro tinha afirmado em depoimento de acordo de delação premiada que entregou pessoalmente uma mala com 400.000 reais para Marice, que deveriam ser destinados a Vaccari como parte do suborno reservado para ele no esquema de corrupção da Petrobras. Para os investigadores, a acareação entre os dois foi pouco produtiva. (Daniel Haidar, de São Paulo)