Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Eduardo Cunha vai depor em inquérito contra Temer na PF

Oitiva pode ser adiada porque ex-deputado recorreu ao STF para ter acesso a gravações de Joesley Batista

O ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso desde o ano passado e já condenado a mais de 15 anos pelo juiz Sergio Moro, deve depor nesta quarta-feira, às 11 horas, na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. O depoimento do deputado cassado integra o inquérito em que Michel Temer é investigado por corrupção passiva, obstrução da Justiça e participação em organização criminosa e ocorre às vésperas de o procurador-geral da República Rodrigo Janot apresentar denúncia contra o presidente.

Antes de prestar depoimento, porém, Eduardo Cunha quer ter acesso, com pelo menos 48 horas de antecedência, a documentos do processo, como as gravações feitas pelo empresário Joesley Batista. Em uma delas, a procuradoria-geral da República interpreta que Temer dá aval para que o dono da JBS pague pelo silêncio do ex-deputado. Caso o STF autorize que o ex-parlamentar receba a documentação, o depoimento pode ser adiado.