Doria diz que manifestantes que foram às ruas receberam 100 reais

O tucano também apoiou o fim do imposto sindical, proposto na reforma trabalhista

O prefeito de São Paulo, João Doria, afirmou em entrevista à Rádio Eldorado nesta sexta-feira, dia de greve geral, que os manifestantes que foram às ruas receberam 100 reais dos sindicatos que convocaram as pessoas para a greve. Doria também defendeu o fim do imposto sindical, proposta pela reforma trabalhista.

“Os que pegaram bandeiras, os que gritaram, receberam 100 reais para fazer isso, um sanduíche e uma lata de refrigerante, além de um transporte parcial para chegar a um ponto da cidade, para gritar nem sabem por quê e nem do quê com o dinheiro da contribuição sindical”, disse o prefeito.

Para o prefeito, a greve geral não teve sucesso em São Paulo e no país. Ele afirmou que a convocação fez com que mais pessoas se manifestassem contra a paralisação. “O tiro saiu pela culatra. Eles não conseguiram parar São Paulo e não vão parar”, disse.

O prefeito criticou novamente os manifestantes que tentaram interromper a chegada dele ao trabalho pela manhã. “Enquanto essa turma ronca na cama, eu já estou trabalhando e produzindo faz tempo”, disse.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ezequiel lima feitosa

    Hitler os manifestantes só receberam 100?e os políticos que desviaram bilhões de reais . É cada uma.

    Curtir

  2. Thomas Hobbes era contrário à ideia de que o líder é reflexo do povo. Para ele, o líder transforma o povo. Por tudo que vem apresentando, Dória parece alguém capaz de reverter os parâmetros no Brasil.

    Curtir

  3. Esse Doria dollar deveria explcar onde conseguiu seus 800 milhões de reais. O cara é um mestre em ilusionismo. Farsante q logo sua casa cai…

    Curtir