Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conselho de Ética mantém arquivada acusação contra Aécio

Dos cinco senadores que assinaram o recurso para que o processo contra o tucano fosse reaberto, um ainda mudou de ideia e votou contra em reunião

De volta ao Senado, Aécio Neves (PSDB-MG) obteve mais uma vitória importante nesta quinta-feira: o Conselho de Ética recusou o recurso que pretendia desarquivar a representação contra ele na Casa. Por 11 votos a 4, foi mantida a decisão anterior, tomada pelo senador João Alberto (PMDB-MA), presidente do Conselho, que avaliou não existirem elementos suficientes para que Aécio fosse processado no Senado.

A representação, que havia sido apresentada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), se baseava na delação premiada do empresário Joesley Batista, do grupo JBS, e nas gravações de diálogos entre o empresário e o tucano, para sustentar que Aécio quebrou o decoro parlamentar. Se o Conselho concordasse com essa avaliação, ela seria submetida ao plenário, que poderia, até, cassar o mandato de Aécio.

Com a decisão desta quinta, portanto, o tucano deixa de responder a qualquer processo no âmbito do Senado, apesar de ainda ser alvo de inquérito judicial no Supremo Tribunal Federal (STF), tendo sido denunciado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A representação que  visava a afastá-lo definitivamente do mandato ocorreu em 18 de maio, após a deflagração da Operação Patmos, que prendeu a irmã de Aécio, Andrea Neves, e Frederico Pacheco, primo do tucano, o que resultou na suspensão do exercício parlamentar, por decisão do ministro Edson Fachin.

Após a redistribuição dos inquéritos, o novo relator, Marco Aurélio Mello, decidiu na sexta-feira devolver Aécio Neves ao mandato após 46 dias de afastamento. Na mesma semana, a Primeira Turma do STF, da qual Marco Aurélio faz parte, também decidiu conceder prisão domiciliar para Andrea Neves.

Em nota, o senador comemorou a decisão do Conselho, “tomada pela ampla maioria de senadores de diversos partidos”. Para Aécio, a votação “demonstra a absoluta inexistência de qualquer ato que possa ser interpretado como quebra de decoro parlamentar”.  O tucano conclui afirmando que a representação contra ele tinha “caráter estritamente político” e que, ao rejeitá-la, o órgão evita se converter “em cenário de disputas políticas menores”.

Mudou de ideia

Para protocolar um recurso no Conselho de Ética, é necessário obter, ao menos, cinco assinaturas, número maior do que a quantidade de apoios obtidos nesta quinta. O motivo foi a mudança de ideia do senador Pedro Chaves (PSC-MS), que apoiou a apelação mas acabou votando contra o próprio pedido, alegando mudança no cenário político e jurídico de Aécio.

Os outros quatro signatários do recurso seguiram votando a favor da reabertura do processo contra o tucano. Foram eles os senadores Lasier Martins (PSD-RS), José Pimentel (PT-CE), João Capiberibe (PSB-AP) e Antonio Carlos Valadares (PSB-SE). Apesar de ter articulado a apelação ao Conselho, Randolfe Rodrigues não pôde votar por não ser membro do órgão de fiscalização.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Eu me enganei demais, cheguei votar neste M… mas nunca mais ele terá meu voto e acabei de crer que não existe ética coisa nenhuma na política do Brasil. Nós os brasileiros estamos é perdido e no mato sem cachorro com esta cambada de imprestáveis na direção do Brasil.

    Curtir

  2. André Carioca

    Conselho de ética no Congresso ? Piada para estrangeiros rirem da nossa cara.. Nojo dessa raça…

    Curtir

  3. Conselho de ética no Senado? Òooooo Veja para de ser piadista!

    Curtir

  4. Não é novidade de que o conselho de Ética tenha livrado a cara do queridinho do JFC, afinal lá a maioria dos político tem o rabo preso

    Curtir

  5. claudiomar da cruz

    Um patife salvando outro, esse país acabou faz tempo. Ética e honestidade não fazem parte da carreira desses senhores.

    Curtir

  6. ADRIANOVIAJANTE007

    Quasa foi eleito este outro bandido.

    Curtir

  7. É simples ladrão protege ladrões. Isso é BRASIL !!

    Curtir

  8. Waldyr silva

    Até quando este delinquente, continuará impune, como sua especial ficha corrida. Comissão de ética?
    Escárnio !!!

    Curtir

  9. Conselho de ética? Que ética? Desde quando esses calhordas têm ética? Vejam a cara do salafrário na foto.

    Curtir