Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Câmara de São Paulo aprova criação de CPI dos transportes

Vereadores agora devem escolher entre três opções para investigar o setor - uma delas foi apresentada pela base de Fernando Haddad

Sob o olhar de manifestantes do Movimento Passe Livre (MPL), os vereadores paulistanos aprovaram na tarde desta quarta-feira a criação de uma terceira CPI na Câmara Municipal. Agora, os vereadores escolherão entre três opções de investigação na área de transportes.

Há propostas do vereador Ricardo Young (PPS), que faz parte da oposição, e de Paulo Frange (PTB), membro da base de sustenção do governo, que apresentou seu pedido em fevereiro. Já o terceiro pedido partiu diretamente da base governista do prefeito Fernando Haddad (PT) nesta quarta-feira.

A iniciativa partiu do petista Paulo Fiorilo. Inicialmente, a bancada tentou barrar a instalação de qualquer CPI sobre o assunto, mas depois optou por apresentar outra proposta para tentar controlar a comissão. Se a proposta petista for escolhida, o PT e seus aliados devem ter o controle da presidência e da relatoria da CPI.

Atualmente, outras duas CPIs estão em funcionamento na Câmara: uma investiga a prostituição infantil e a outra, irregularidades em estacionamentos.

O pedido de criação da CPI nesta tarde foi aprovado por cinquenta vereadores. Nesta tarde, 150 pessoas realizaram um protesto em frente à Câmara para pressionar pela criação da comissão.

Leia também:

Haddad cancela licitação de transporte em São Paulo