Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Base se cala e oposição pede renúncia de Temer nas redes sociais

Congressistas da base governista preferiram o silêncio diante das denúncias contra o presidente Michel Temer; oposição pede renúncia

Após a notícia de que o dono da JBS Joesley Batista havia gravado um áudio em que o presidente Michel Temer aparece dando aval para o pagamento de uma mesada ao ex-deputado Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro, a base governista optou pelo silêncio nas redes sociais, enquanto a oposição pedia a renúncia de Temer e eleições diretas.

Um dos únicos parlamentares de peso da base governista a se pronunciar no Twitter foi o senador Ronaldo Caiado, do DEM. Líder do governo no Senado, Caiado afirmou que espera a renúncia do presidente Michel Temer. Já o senador Roberto Requião, do PMDB -mas que não se alinha a Temer, afirmou que só eleições diretas podem resolver o impasse.

Do outro lado, deputados e senadores da oposição aproveitaram o mau momento do governo para pedir a renúncia do presidente, exaltar o processo de impeachment, protocolado já nesta quarta-feira, e exigir a realização de eleições diretas.

O senador Paulo Paim, do PT, pediu eleições gerais diretas e também o arquivamento das reformas trabalhistas e da Previdência. Já a deputada Jandira Feghali, do PCdoB, postou uma nota assinada por partidos da oposição.