Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Baiano comprou lancha de presidente da Andrade Gutierrez por um terço do valor

Os investigadores da Operação Lava Jato descobriram uma transferência de 500 mil reais do operador Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, para o presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo. O valor depositado causou estranheza aos investigadores já que, em depoimento, Baiano afirmou ter adquirido a lancha por 1,5 milhão de reais. O pagamento total seria feito de forma parcelada via transferências bancária. Segundo o juiz Sérgio Moro, a única transferência, de 500 mil reais, ocorreu em outubro de 2012, da conta da empresa Hawk Eyes, atribuída a Baiano, para Azevedo. As demais transferências não foram encontradas, sucitando a suspeita de que poderiam configurar pagamento de propina por parte de Azevedo ao operador, que é apontado como intermediador de propinas para ex-diretores da Petrobras e integrantes do PMDB. O juiz escreveu que “parece inviável” que o esquema de corrupção na Petrobras fosse desconhecido por Azevedo, já que os crimes tiveram início em 2004 e os contratos e propinas continham valores milionários. A compra, que relaciona o executivo diretamente com Bainao, foi um dos motivos que justificou a prisão preventiva de Azevedo. (Luís Lima, de São Paulo)