Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Agência adia reajuste de tarifas de ônibus interestaduais

Passagens sofreriam aumento em julho; ANTT diz que novos valores devem ser decididos após negociações

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) anunciou nesta quarta-feira que o reajuste das tarifas de todas as linhas de ônibus interestaduais e internacionais, que deveria entrar em vigor no dia 1º de julho, foi adiado. Segundo a agência, o reajuste só deve ser autorizado após o “término de negociações” com as empresas de ônibus, segundo nota divulgada pela agência. Não há data definida para o fim dessa negociação. A medida tem efeito sobre 2.652 linhas de ônibus de longo curso no país.

Leia também:

Haddad cancela licitação de transporte em São Paulo

Rio começa a abrir dados sobre empresas de ônibus

“Encontram-se em andamento os estudos para atualizar os custos do setor, manter o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos e garantir tarifa mais justa ao usuário desse serviço”, diz a nota da agência.

O anúncio do adiamento ocorre após o início da onda de protestos pelo país – motivada inicialmente por causa de reajuste em tarifas de ônibus municipais, trens e metrô. Os protestos já levaram vários governos municipais e estaduais do país a revogar aumentos e até mesmo a diminuir tarifas.

O reajuste concedido pela ANTT às empresas de ônibus, que leva em conta critérios como o aumento dos combustíveis e pedágios, por exemplo, ocorre praticamente todos os anos, normalmente no final de junho. O percentual deste ano não havia sido anunciado. No ano passado, o reajuste foi de 2,77%.