Acabou: delação é pá de cal para Lula

Depoimentos de executivos da Odebrecht e OAS mostram um Lula movido a propina, que terceirizou o governo do PT e enriqueceu a si próprio e à sua família

Não sobrou nada. O fulminante depoimento do empreiteiro Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, ao juiz Sergio Moro destruiu o pouco, ou quase nada, que restava do capital moral do ex-retirante nordestino tornado metalúrgico mais tarde e, por fim, eleito duas vezes presidente da República. Na qualidade de amigo íntimo e cúmplice de Lula, além de mantenedor de sua família, Léo Pinheiro afirmou que, sim, o ex-presidente era proprietário oculto de um apartamento tríplex no Guarujá. E a mais grave das revelações: Lula pediu a Léo Pinheiro que destruísse provas dos pagamentos feitos em benefício dele: “Você tem algum registro de algum encontro de contas, de alguma coisa feita com o João Vaccari? Se tiver, destrua”. O depoimento de Léo Pinheiro foi a pá de cal em uma semana já extraordinariamente dramática para Lula, como mostra reportagem de VEJA.

Para ler a reportagem na íntegra, compre a edição desta semana de VEJA no iOS, Android ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ronilson Rocha

    Acabou nada, toda hora acaba, isso é só o começo. Vai acabar em outubro de 2018.

    Curtir

  2. Gilberto Mendes

    Lembrem-se BRASILEIROS o STF anulou o FLAGRANTE de gravações anteriores, mais precisamente Teori Zavaschi, quero vê-los anular o DEPOIMENTO desse outro LIXO. Vai chegar o dia que os BRASILEIROS vão explodir, e nesse dia quero ver qual INSTITUIÇÃO vai parar em PE.

    Curtir

  3. Osmar Serrragem

    O Leo Pinheiro poderia ter ido com seu notebook para Guarujá, e atirado ele no mar. Não era original, mas era teatral.

    Curtir