Veja como foi a III Copa dos Refugiados

Torneio contou com o apoio da Prefeitura Municipal de São Paulo

A Copa dos Refugiados (ou Copa de Integração dos Refugiados) é um campeonato de futebol disputado por refugiados no Brasil. Em sua terceira edição, o evento contou com o apoio da Prefeitura Municipal de São Paulo, representada pela Secretaria Municipal de Esportes, Coordenação de Políticas para Migrantes, subordinada à Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Acnur, Sesc, Caritas/SP e Ação Educativa.

Os jogos aconteceram nos dias 10, 16 e 17 de julho no Sesc Itaquera, em São Paulo. A competição contou com a participação de atletas de 16 países: Angola, Bangladesh, Benin, Camarões, Colômbia, Costa do Marfim, Guiné, Guiné Bissau, Iraque, Mali, Nigéria, RD do Congo, Serra Leoa, Síria, Tanzânia e Togo. Além dos jogos, a Copa contou com atividades artísticas e culturais relativas aos países participantes. Cabe destacar também que pela primeira vez foi disputada uma partida amistosa entre mulheres.

Essa proposta visa a integração entre os refugiados e criar um espaço para livre expressão desses, além de mostrar a realidade deles ao público brasileiro tendo em vista romper preconceitos e a discriminação. Na ocasião da Copa, foi montado um Studio ao ar livre, onde as pessoas puderam ser fotografadas.

O resultado desse trabalho, que pode ser conferido no site, é belíssimo e mostra um pouco do espírito e força desses povos. Em campo a grande campeã da Copa foi a seleção da República Democrática do Congo, que levou a melhor frente a Togo.

Futebol e integração entre os povos, os objetivos da Copa dos Refugiados – MARCOS MUNIZ