Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vasco marca, toma a virada e consegue o empate com o Coritiba

Em noite inspirada de Kleber Gladiador, o Coxa sairia da partida com a vitória não fosse o gol do vascaíno Wagner aos 45 minutos do segundo tempo

Em jogo fraco no primeiro tempo e muito movimentado na etapa final, Coritiba e Vasco empataram por 2 a 2 em partida disputada na noite deste domingo, na Vila Capanema, em Curitiba. O time carioca saiu na frente com Thalles, o Coxa virou com dois gols marcados por Kleber e o Vasco voltou a deixar tudo igual com Wagner. O resultado fez o Coritiba manter a invencibilidade em casa, enquanto o Vasco segue sem vencer como visitante. Com o ponto conquistado, o a equipe paranaense chegou aos 16 pontos na oitava colocação. O time de São Januário tem a mesma pontuação, mas está na sexta posição.

O primeiro tempo foi muito fraco tecnicamente, mas o Vasco esteve um pouco melhor. O Coritiba retornou mais ofensivo para o segundo tempo e conseguiu a virada em jogadas individuais de Kleber Gladiador, que está jogando por um efeito suspensivo de sua punição de 15 jogos após cuspir e agredir um rival, mas acabou sofrendo o empate quando sua torcida já festejava a vitória.

Na próxima rodada, o Coritiba vai receber o Sport, no Couto Pereira. O Vasco vai encarar o Flamengo, em São Januário.

O jogo – Antes do primeiro minuto, o zagueiro Paulão foi advertido com cartão amarelo por entrada dura sobre Rildo. E a partida começou muito truncada, com as duas equipes errando passes e cometendo faltas. Aos cinco minutos, Jonas perdeu a bola para Nenê que arrancou para a área, mas foi agarrado pelo volante do Coritiba que também recebeu advertência. Na cobrança, Douglas acertou a barreira.

Aos 11 minutos, Rildo recebeu na entrada da área e mandou a bomba, assustando Martín Silva, apesar de a bola ter saído. No minuto seguinte, o mesmo Rildo recebeu de Werley e chutou forte, mas o goleiro do Vasco espalmou e a zaga aliviou o perigo.

A partida estava muito equilibrada quando o time de São Januário marcou o primeiro gol, aos 20 minutos. O lateral Henrique cruzou da esquerda e Thalles subiu mais do que a zaga para cabecear sem chances para Wilson.

Logo depois, o Vasco chegou novamente com perigo e Nenê bateu forte, da entrada da área, para defesa segura de Wilson.

Aos 26 minutos, Breno atrasou mal e quase Kleber chega na bola, mas Martín Silva saiu do gol e mandou a bola para longe.

O Coritiba tentava pressionar, mas encontrava muita dificuldade para chegar na área de chute. Aos 30 minutos, foi a vez de Henrique Almeida chutar para fora.

Logo depois, o time paranaense criou uma nova oportunidade. Após lançamento, a bola caiu nos pés de Matheus Galdezani na direita e o volante bateu torto. Martín Silva não conseguiu chegar na bola e Werley cabeceou por cima, desperdiçando grande chance para empatar.

O time da casa continuava pressionando e, aos 38 minutos, Henrique Almeida bateu para boa defesa de Martín Silva. Logo depois, em cobrança rápida de falta, Rildo invadiu pela esquerda e chutou forte, mas a bola saiu.

Aos 41 minutos, o Vasco teve a chance de marcar o segundo gol. Após cruzamento de Gilberto, Thalles cabeceou. Wilson desviou e a bola se chocou com o travessão. Nos acréscimos, o time carioca ainda teve outra oportunidade quando Gilberto cruzou, Thalles escorou e Nenê bateu, mas a bola desviou na zaga e saiu.

O Coritiba voltou para o segundo tempo com o experiente meia Anderson no lugar do lateral-direito Léo. O meia Thiago Real foi deslocado para a lateral. E a segunda etapa começou com muitas faltas. Os dois times truncavam o jogo e pouco faziam em termos de criação. Aos seis minutos, Jonas derrubou Thalles na entrada da área. Falta que Nenê bateu, mas a bola encobriu o travessão.

O time da casa só chegou aos 13 minutos em cruzamento de Thiago Real que Paul~]ao evitou que chegasse ao atacante Kleber, cabeceando para escanteio.

Para tentar tornar o time do Coritiba mais ofensivo, Pachequinho trocou o volante Jonas que já havia sido advertido com cartão amarelo, pelo meia Tomas Bastos.

Aos 19 minutos, Anderson bateu cruzado e Martín Silva fez boa defesa, espalmando para a frente e iniciando um contra-ataque puxado por Nenê e que resultou em escanteio para a equipe carioca.

Aos 21 minutos, o Coritiba empatou. Após levantamento na área, a zaga do Vasco não conseguiu afastar a bola da área e depois de várias cabeçadas de jogadores das duas equipes, Kleber entrou e testou para colocar a bola nas redes.

O técnico Milton Mendes decidiu dar mais gás ao Vasco e trocou Nenê e Mateus Vital por Wagner e Eder Luis. O atacante não atuava há vários meses.

Aos 31 minutos, Neto Berola foi derrubado na entrada da área por Breno. O Coritiba pediu a marcação de pênalti, mas o árbitro manteve a marcação fora da área. Tomas Bastos bateu com perigo, mas a bola saiu. Logo depois, Werley chegou um segundo atrasado após lançamento na área e perdeu a chance de desempatar.

Aos 37 foi a vez de Neto Berola se livrar de três marcadores e cruzar para a pequena área, mas a zaga cruz-maltina afastou o perigo.

Preocupado com a pressão do Coxa, o técnico Milton Mendes colocou o zagueiro Rafael Marques no lugar do atacante Thalles. Empurrado pela torcida, o Coritiba aumentou a pressão em busca do gol de desempate e acabou alcançando seu objetivo aos 42 minutos. Após levantamento, Werley tocou, Henrique Almeida bateu de calcanhar e Kleber entrou para desviar de cabeça e marcar.

Quando a torcida paranaense já comemorava, o Vasco chegou ao empate com um gol marcado por Wagner, de cabeça, aos 45 minutos.

FICHA TÉCNICA: CORITIBA 2 X 2 VASCO

Local: Estádio Durival Britto, em Curitiba (PR)
Data: 2 de julho de 2017 (Domingo)
Horário: 19h (de Brasília)
Público: 8.020 pagantes
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Marcio Eustaquio Santiago (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
Cartões amarelos: Jonas e Anderson Bruno (Coritiba); Paulão, Douglas, Jean, Breno e Martín Silva (Vasco)
Gols: Kleber, aos 21 e 42 minutos do segundo tempo (Coritiba); Thalles, aos 20 minutos do primeiro tempo e Wagner, aos 45 minutos do segundo tempo (Vasco)

CORITIBA: Wilson, Léo (Anderson), Márcio, Werley e William Matheus; Jonas (Tomas Bastos), Matheus Galdezani e Tiago Real; Henrique Almeida, Kleber e Rildo (Neto Berola). Técnico: Pachequinho

VASCO: Martín Silva, Gilberto, Breno, Paulão e Henrique; Jean, Douglas, Mateus Vital(Eder Luis), Yago Pikachu e Nenê (Wagner); Thalles (Rafael Marques). Técnico: Milton Mendes

(com Gazeta Press)