Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Torcida única em estádio: para que serve, se não evita violência?

Brigas e mortes seguem acontecendo fora do estádio. E o espetáculo fica cada vez mais triste

Quais as vantagens dos clássicos com torcida única? Aparentemente, nenhuma. Para tentar combater a violência entre rivais, especialmente os membros de torcidas organizadas, o Ministério Público de São Paulo estabeleceu, em abril de 2016, que todos os jogos entre Corinthians, Palmeiras, Santos e  São Paulo deveriam ter apenas torcedores do time mandante. Na visão das autoridades, é preciso abrir mão da alegria de um estádio colorido por duas torcidas para garantir a segurança. No entanto, casos como o do palmeirense morto a facadas nesta semana comprovam que o problema não se restringe ao local do jogo. Vinte e sete clássicos depois da implementação da medida apenas um aspecto melhorou: a média de público.

O espetáculo, sem dúvidas, é comprometido. Ainda que antes os clubes visitantes só tivessem direito a 10% da carga de ingressos, não há emoção maior no esporte do que celebrar, da forma mais barulhenta possível, um gol em clássico. Na última quarta-feira, quando Jadson e Guilherme Arana marcaram para o Corinthians diante do Palmeiras, um silêncio quase fúnebre tomou conta do Allianz Parque. A saudável disputa de gritos e cantos nas arquibancadas não existe mais. Isso não importaria se a violência entre torcedores fosse erradicada, mas não aconteceu.

Após o clássico desta quarta, um torcedor foi esfaqueado e morreu em briga entre torcedores próximo do estádio palmeirense. Dentro do estádio, houve uma “caça” a torcedores corintianos que poderiam estar infiltrados na torcida palmeirense, causando confusão com a torcida única. Nem mesmo entre torcedores do mesmo time existe segurança. Recentemente, um líder da torcida Mancha Alviverde foi assassinado por outros membros da principal torcida organizada palmeirense (que também seriam líderes do PCC).

De acordo com levantamentos do sociólogo Maurício Murad, autor do livro A Violência no Futebol, ocorreram nove mortes relacionadas a futebol no Brasil (incluindo a desta semana), quatro a menos que todas as mortes de 2016. Foram 15 incidentes graves entre torcedores, dentro e fora dos estádios.

A violência dentro do estádio pode até diminuir, mas o problema é o aumento dela fora da arena. De acordo com Murad, nos últimos 10 anos, apenas 10% dos casos de violência aconteceram dentro dos estádios, com ou sem torcedores rivais presentes. O maior problema disso é a impunidade.

Pouco antes da fase semifinal do Campeonato Paulista deste ano, Corinthians e São Paulo, que se enfrentariam na ocasião, pediram ao Ministério Público a volta da torcida mista, mas não foram atendidos. O Palmeiras, ainda no torneio, preferiu não se envolver, enquanto o Santos, fora do torneio, sequer foi consultado. O Corinthians mantém firme a sua posição, mas até o momento o MP não parece disposto a atendê-lo.

Até o desempenho dos mandantes piorou

Com torcida única, os mandantes tendem a ter um desempenho superior nos clássicos, não? Pois essa também é uma impressão equivocada. Nos últimos 27 clássicos realizados antes da medida do MP entrar em vigor, os mandantes venceram 18 e perderam quatro. Depois, os mandantes venceram 16 e perderam seis. Os mandantes só se beneficiaram com a renda, cerca de 150.000 reais mais alta, em média. Confira, abaixo, como foram os últimos clássicos.

 

Últimos 27 clássicos com torcida única

16 vitórias dos mandantes
5 empates
6 vitórias dos visitantes
Público: 829.486 (30.722)
Renda: R$ 40.176.937,54 (1.488.034,72)

24/04/2016 – Santos (3) 2 x 2 (2) Palmeiras (Paulista) – 13.690 (R$ 688.235,00)
29/05/2016 – São Paulo 1 x 0 Palmeiras (Brasileiro) – 21.016 (R$ 654.075,00)
01/06/2016 – Corinthians 1 x 0 Santos (Brasileiro) – 30.187 (R$ 1.460.047,00)
12/06/2016 – Palmeiras 1 x 0 Corinthians (Brasileiro) – 39.935 (R$ 2.763.659,36)
26/06/2016 – Santos 3 x 0 São Paulo (Brasileiro) – 19.726 (R$ 862.720,00)
12/07/2016 – Palmeiras 1 x 1 Santos (Brasileiro) – 40.035 (R$ 2.847.298,80)
17/07/2016 – Corinthians 1 x 1 São Paulo (Brasileiro) – 42.099 (R$ 2.620.166,00)
07/09/2016 – Palmeiras 2 x 1 São Paulo (Brasileiro) – 39.944 (R$ 2.742.012,60)
11/09/2016 – Santos 2 x 1 Corinthians (Brasileiro) – 8.610 (R$ 434.160,00)
17/09/2016 – Corinthians 0 x 2 Palmeiras (Brasileiro) – 39.879 (R$ 2.344.829,00)
13/10/2016 – São Paulo 0 x 1 Santos (Brasileiro) – 28.321 (R$ 578.430,00)
29/10/2016 – Santos 1 x 0 Palmeiras (Brasileiro) – 13.574 (R$ 413.390,00)
05/11/2016 – São Paulo 4 x 0 Corinthians (Brasileiro) – 53.781 (R$ 723.844,00)
15/02/2017 – Santos 1 x 3 São Paulo (Paulista) – 11.320 (R$ 455.425,00)
22/02/2017 – Corinthians 1 x 0 Palmeiras (Paulista) – 30.727 (R$ 1.535.887,00)
04/03/2017 – Corinthians 1 x 0 Santos (Paulista) – 36.111 (R$ 1.991.856,80)
11/03/2017 – Palmeiras 3 x 0 São Paulo (Paulista) – 36.090 (R$ 2.309.892,74)
19/03/2017 – Santos 1 x 2 Palmeiras (Paulista) – 8.742 (R$ 355.840,00)
26/03/2017 – São Paulo 1 x 1 Corinthians (Paulista) – 51.869 (R$ 1.356.420,00)
16/04/2017 – São Paulo 0 x 2 Corinthians (Paulista) – 45.366 (R$ 1.448.769,00)
23/04/2017 – Corinthians 1 x 1 São Paulo (Paulista) – 43.008 (R$ 2.667.936,30)
27/05/2017 – São Paulo 2 x 0 Palmeiras (Brasileiro) – 33.288 (R$ 850.581,00)
03/06/2017 – Corinthians 2 x 0 Santos (Brasileiro) – 40.169 (R$ 2.110.601,50)
11/06/2017 – Corinthians 3 x 2 São Paulo (Brasileiro) – 42.443 (R$ 2.386.356,40)
14/06/2017 – Santos 1 x 0 Palmeiras (Brasileiro) – 10.143 (R$ 406.970,00)
09/07/2017 – Santos 3 x 2 São Paulo (Brasileiro) – 10.322 (R$ 422.935,00)
12/07/2017 – Palmeiras 0 x 2 Corinthians (Brasileiro) – 39.091 (R$ 2.744.600,04)

Os 27 clássicos anteriores (com duas torcidas)

18 vitórias dos mandantes
5 empates
4 vitórias visitantes
Público: 659.315 (24.419)
Renda: R$ 44.098.974,20 (R$ 1.633.395,34)

26/04/2015 – Palmeiras 1 x 0 Santos (Paulista) – 39.479 (R$ 4.181.281,25)
03/05/2015 – Santos (4) 2 x 1 (2) Palmeiras (Paulista) – 14.662 (R$ 1.555.280,00)
22/04/2015 – São Paulo 2 x 0 Corinthians (Libertadores) – 38.772 (R$ 3.113.120,00)
31/05/2015 – Corinthians 0 x 2 Palmeiras (Brasileiro) – 29.479 (R$ 1.784.531,76)
03/06/2015 – São Paulo 3 x 2 Santos (Brasileiro) – 13.806 (R$ 420.465,00)
20/06/2015 – Santos 1 x 0 Corinthians (Brasileiro) – 7.674 (R$ 256.515,00)
28/06/2015 – Palmeiras 4 x 0 São Paulo (Brasileiro) – 29.233 (R$ 1.989.100,00)
19/07/2015 – Palmeiras 1 x 0 Santos (Brasileiro) – 38.220 (R$ 2.741.640,00)
09/08/2015 – São Paulo 1 x 1 Corinthians (Brasileiro) – 31.284 (R$ 891.724,00)
19/08/2015 – Santos 2 x 0 Corinthians (Copa do Brasil) – 10.383 (R$ 678.150,00)
26/08/2015 – Corinthians 1 x 2 Santos (Copa do Brasil) – 37.338 (R$ 2.353.824,50)
06/09/2015 – Palmeiras 3 x 3 Corinthians (Brasileiro) – 35.707 (R$ 2.578.440,00)
09/09/2015 – Santos 3 x 0 São Paulo (Brasileiro) – 5.552 (R$ 342.290,00)
20/09/2015 – Corinthians 2 x 0 Santos (Brasileiro) – 41.748 (R$ 2.649.100,00)
27/09/2015 – São Paulo 1 x 1 Palmeiras (Brasileiro) – 25.047 (R$ 760.420,00)
21/10/2015 – São Paulo 1 x 3 Santos (Copa do Brasil) – 26.362 (R$ 1.500.367,00)
28/10/2015 – Santos 3 x 1 São Paulo (Copa do Brasil) – 13.932 (R$ 840.010,00)
01/11/2015 – Santos 2 x 1 Palmeiras (Brasileiro) – 11.767 (R$ 491.655,00)
22/11/2015 – Corinthians 6 x 1 São Paulo (Brasileiro) – 44.976 (R$ 2.939.497,50)
25/11/2015 – Santos 1 x 0 Palmeiras (Copa do Brasil) – 14.116 (R$ 1.631.560,00)
02/12/2015 – Palmeiras (4) 2 x 1 (3) Santos (Copa do Brasil) – 39.660 (R$ 5.336.631,25)
14/02/2016 – Corinthians 2 x 0 São Paulo (Paulista) – 36.378 (R$ 2.050.496,50)
20/02/2016 – Palmeiras 0 x 0 Santos (Paulista) – 23.181 (R$ 1.317.272,44)
06/03/2016 – Santos 2 x 0 Corinthians (Paulista) – 9.635 (R$ 382.880,00)
13/03/2016 – São Paulo 0 x 2 Palmeiras (Paulista) – 13.466 (R$ 495.978,00
27/03/2016 – Santos 1 x 1 São Paulo (Paulista) – 6.239 (R$ 171.980,00)
03/04/2016 – Palmeiras 1 x 0 Corinthians (Paulista) – 21.219 (R$ 644.765,00)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. José Antonio Debon

    Parte das torcidas organizadas são quadrilhas, quando não estão se confrontando nos estádios , estão assaltando e praticando outros crimes durante a semana.

    Curtir