São Paulo vence Cruzeiro de virada e deixa a zona de rebaixamento

O Morumbi lotado e um pênalti duvidoso empurraram o Tricolor para fora do Z-4 neste início de returno do Campeonato Brasileiro

Dois pênaltis, um no início e outro no final da partida, foram cruciais para a vitória do São Paulo na manhã deste domingo sobre o Cruzeiro, no estádio do Morumbi. No início do jogo, o atacante do time mineiro Sassá desperdiçou sua cobrança (a bola beijou a trave de Renan Ribeiro). No final da primeira etapa, Hernanes marcou um golaço em cobrança de falta e colocou o Tricolor em vantagem. Nos 45 minutos finais, o Cruzeiro foi para cima logo no começo e virou com dois gols do próprio Sassá. Era o cenário para mais uma derrota dura para o time paulista, novamente dentro de casa.

O gol de empate marcado pelo zagueiro Arboleda deu novamente um ânimo aos jogadores. Nos minutos finais, o atacante Gilberto, que entrou no segundo tempo, sofreu um pênalti duvidosíssimo, convertido pelo capitão Hernanes. Placar final: 3 a 2 para o São Paulo. Como a Chapecoense só enfrenta o Corinthians no próximo dia 23, momentaneamente o Tricolor está fora da zona de rebaixamento do Brasileirão – as duas equipes têm 22 pontos ganhos, mas os paulistas tem saldo de gol superior aos catarinenses.

Torcida lota o Morumbi e empurra o time para a vitória

Os três últimos jogos do São Paulo no Morumbi registraram os três maiores públicos do Campeonato Brasileiro. É recorde atrás de recorde. Diante do Grêmio, foram 51 511 torcedores assistiram ao empate por 1 a 1. Contra o Coritiba, a equipe perdeu por 2 a 1 diante de 53 635 espectadores. Nesse domingo, enfim, o Tricolor venceu seu adversário, superou o Cruzeiro por 3 a 2 em um jogo eletrizante e recompensou as 56 052 pessoas que acordaram cedo para levar todo seu apoio ao time nessa 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Apesar da 16ª colocação na tabela de classificação e a luta contra o rebaixamento, o São Paulo já levou 313.802 torcedores ao estádio em dez jogos como mandante nesse Campeonato Brasileiro.

A média de público da equipe na competição saltou de 28 639 para 31 380. Apenas Corinthians e Palmeiras estão à frente do Tricolor nesse ranking. O líder do Brasileirão tem média de 37 918 pagantes por jogo, enquanto o clube alviverde leva em média 33 065 torcedores ao seu estádio.

FICHA TÉCNICA: SÃO PAULO 3 X 2 CRUZEIRO

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 13 de agosto de 2017, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Público: 56 052 torcedores
Renda: R$ 1.623.971,00
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Pedro Martinelli Christino (ambos do PR)
Cartões amarelos: Lucas Pratto e Lugano (São Paulo); Léo, Ezequiel, Bryan e Digão (Cruzeiro)
Cartões vermelhos: Lucas Pratto (São Paulo) e Digão (Cruzeiro)
Gols: Hernanes (São Paulo), aos 46 minutos do 1T e aos 36 minutos do 2T, e Arboleda (São Paulo), aos 26 minutos do 2T; Sassá (Cruzeiro), aos 6 e aos 11 minutos do 2T.

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Buffarini (Denilson), Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Éder Militão (Jucilei); Marcinho, Petros (Gilberto), Hernanes e Marcos Guilherme; Lucas Pratto. Técnico: Dorival Júnior

CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel (Rafinha), Leo, Digão e Bryan; Hudson (Henrique), Nonoca (Thiago Neves), Robinho e Alisson; Rafael Sobis e Sassá. Técnico: Mano Menezes

(com Gazeta Press)