Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Revista Sports Illustrated prevê que Brasil ganhará 20 medalhas nos Jogos

Seis medalhas de ouro seriam um recorde para o Brasil

Uma das mais conceituadas revistas esportivas de todo o mundo, a Sports Illustrated fez sua tradicional aposta de todos os eventos dos jogos, com os respectivos favoritos para Ouro, Prata e Bronze. De acordo com publicação, o Brasil é favorito a 20 medalhas.

Seis delas seriam de ouro, deixando o Brasil perto do 10° no quadro de medalhas tradicional. Vôlei e Futebol masculino; Vôlei de Prata masculino e feminino, com as duplas Ailson Cerutti e Bruno Oscar Schmidt e Larissa França e Talita Antunes; Iatismo feminino, classe 49er FX com Martine Grael e Kahena Kunze e, por fim, a Canoagem masculina C2 1000 metros, com Erlon Silva e Isaquias Queiroz seriam eles.

Seriam ainda quatro medalhas de prata. Volêi de Praia masculino, com Evandro Gonçalves e Pedro Solberg; o Tiro Esportivo, na Pistola de Ar de 10 metro, com Felipe Almeida Wu (ouro iria para Jin Jong-Oh, Coréia do Sul); Judô feminino 78 kg, com Mayra Aguiar (ouro para Kayla Harrison, EUA); e na Ginastica Artística, nas Argolas, com Arthur Zanetti (ouro para You Hao, China).

Por fim, o Brasil conquistaria dez medalhas de bronze. Vôlei feminino (ouro para os EUA, prata para a China); Futebol feminino (ouro para os EUA, prata para a França); Vôlei de Praia feminino, com Ághata Bednarczuk e Barbara Seixas  (prata para Kerri Walsh Jennings e April Ross, EUA); Judô masculino 81 kg, com Victor Penalber (ouro para Takanori Nahase, Japão; prata para Avtamdili Tchrikishvili, Geórgia); Judô feminino 48 kg para Sarah Menedez (ouro para Urantsetseg Munkhbat, Mongólia; prata para Paula Pareto, Argentina) e 52 kg com Erika Miranda (ouro para Misato Nakamura, Japão; Majlinda Kelmendi, Kosovo); Boxe masculino até 60 kg, com Robson Conceição (ouro para Lázaro Álvarez, Cuba; prata para Berik Abdrakhmanov, Azerbaijão); Luta Livre feminina, 75kg, com Aline Ferreira da Silva (ouro para Adeline Gray, EUA; prata para Qian Zhou, China); Natação masculina nos 100 metros peito, com João Luiz Gomes Júnior(ouro para Adam Peaty, Inglaterra; prata para Kevin Cordes, EUA) e Natação feminina, na Maratona Aquática, com Ana Marcela Cunha (ouro para Aurelie Muller, França; prata para Rachele Bruni, Itália).

Os EUA liderariam novamente o quadro de medalhas, com 45 medalhas de ouro, 34 de prata e 39 de bronze, seguido pela China, com 45 de ouro, 25 de prata e 15 de bronze e a Austrália em terceiro, com 20 de ouro, 1 de prata e 9 de ouro.