PLACAR nas bancas: Os anos 90 deixaram saudades

Revista de junho relembra década dourada para o futebol brasileiro, com craques cheios de talento e personalidade e festa nas arquibancadas

O último suspiro do futebol sem frescuras. A década de 90 é lembrada com saudades pelos torcedores não só por seus jogadores inesquecíveis, como por uma grande fase da seleção brasileira, uniformes extravagantes e muita personalidade em campo. Esqueça o media training. Naquela época, craques bad boys, como Romário, Túlio Maravilha e Renato Gaúcho davam show com a bola e com os microfones. Depois do sucesso da edição especial dos anos 80, a revista PLACAR de junho homenageia a igualmente rica década seguinte e já está nas bancas.

A década de 90 também assistiu ao nascimento de Ronaldo Fenômeno, talvez o primeiro grande popstar do futebol, que brilhou por Cruzeiro, Barcelona, Inter de Milão e seleção. E também em várias capas de PLACAR, como a deste mês, que relembra o camisa 9 no esplendor de sua forma física e as melhores histórias do período, com imagens preciosas do acervo de PLACAR.

Foi neste período que as Ferraris começaram a aparecer na garagem dos boleiros e que cada vez mais o Brasil se transformou em um exportador de pé de obra. Jogadores não eram punidos por comemorar de forma criativa (as mais diversas máscaras e coreografias se espalharam pelo país) e as festas nas arquibancadas (com torcida dividida em clássicos) eram constantes. A Libertadores, antes desprezada pelos clubes nacionais, se tornou uma obsessão e o futebol brasileiro viveu uma década dourada.  Compre a edição deste mês e mate as saudades da década de 90.