Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

MP quer interditar São Januário por morte em clássico no RJ

Na vitória do Flamengo sobre o Vasco, neste sábado, o torcedor vascaíno Davi Rocha Lopes, de 27 anos, foi morto após ser baleado

Um dia após a briga entre torcedores do Vasco e a Polícia Militar, no clássico contra o Flamengo, que resultou na morte do vascaíno Davi Rocha Lopes, de 27 anos, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) afirmou que vai pedir a interdição do estádio de São Januário por não apresentar condições nem as medidas necessárias de segurança para a realização das partidas, previstas no Estatuto do Torcedor.

Por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Consumidor, o MPRJ apresentará o requerimento baseado em uma ação coletiva já ajuizada, em fevereiro deste ano, contra a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e os quatro grandes clubes do Rio de Janeiro, que são considerados responsáveis, segundo o órgão investigativo, pelos feridos e mortos em brigas de torcidas ocorridas nas partidas sediadas nos estádios cariocas.

“Segundo o Estatuto do Torcedor, a elaboração de um plano de ação para todo o campeonato e de outro, para cada jogo, deve prever as situações de risco envolvendo os grandes eventos e traçar estratégias para esvaziar a possibilidade de confrontos”, afirma em nota o MPRJ. De acordo com o comunicado, os planos estratégicos de segurança para esses eventos não estão sendo seguidos como a legislação prevê: “Esses documentos, que resultariam de reunião dos prestadores do serviço com as forças públicas, como a Polícia Militar, a Companhia de Engenharia de Tráfego e a Guarda Municipal, do Rio de Janeiro, por exemplo, são condição indispensável para viabilizar a realização dos jogos sem o alto risco de repetição de  atos violentos que a sociedade tem assistido”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Cético, muito cético

    Eu fui ao jogo. Apesar de não torcer para nenhum dos times, fiquei na ala vip da torcida do Vasco, bem abaixo daquela janela onde estava parte da delegação do Flamengo. Fiquei impressionado com a violência e primarismo da torcida. Violentos, mal educados, fanáticos. Não se trata de rivalidade, mas de puro ódio. Se pudessem, matavam os adversários. Horrível. O Vasco merece punição exemplar e a sua torcida o repudio de todos. Animais.

    Curtir

  2. Onde der pancadaria ou qualquer alteração, fecha o estádio por um mês, depois por 6 depois de um ano. E todos identificado, isolados de jogos por 1 ano, se reincidentes, por dois e depois pra sempre. E cana pra eles por seis meses ou um ano, ou capinar nas estradas e construir casas populares. Quem sabe se acalmam?

    Curtir