Montillo se emociona e anuncia aposentadoria aos 33 anos

Meia argentino não suportou a decepção com sequência de lesões. "Eu estava sofrendo muito. O Botafogo não merece isso"

O meia argentino Walter Montillo não suportou as dores e as frustrações com as lesões e anunciou nesta quinta-feira o fim de sua carreira. Um dia depois de rescindir amigavelmente seu contrato com o Botafogo, o agora ex-jogador de 33 anos foi ao estádio Nilton Santos para explicar sua decisão. Montillo e seus familiares se emocionaram durante a entrevista.

“Tentei, da última vez fiquei dois meses treinando. Fiz tudo para tentar voltar, mas não consegui. Meu físico não deixou”, disse, sem conseguir conter as lágrimas. “Não vou ficar aqui cobrando um salário, esperando que um dia dê certo”, afirmou o reforço mais badalado do Botafogo para a temporada. Ele já havia aberto mão do salário no período em que ficou fora das partidas.

Montillo fez apenas 17 jogos pelo Botafogo e sofreu cinco lesões em 2017. Na última delas, deixou a partida contra o Avaí ao sentir dores na panturrilha direita com apenas sete minutos, na última segunda-feira. “Senti vergonha como nunca senti na vida.” Ele, então, se reuniu com os familiares e decidiu que era hora de encerrar a carreira após 15 anos.

“Consegui fazer 503 jogos no profissional. No mínimo são 1000 dias longe de casa, em dias de jogo, concentração… Então eles sofrem também, precisam de mim. O meu filho mais novo, todos sabem, tem Síndrome de Down. Eles precisam de mim”, disse.

“Fui muito feliz no que fiz na minha vida toda. Neste momento eu estava sofrendo muito. O Botafogo não merece isso.” Ele falou sobre as críticas que recebeu de alguns torcedores e lamentou a falta de sequência no clube. “Não foi sacanagem, não deu. Peço desculpas se não consegui corresponder às expectativas”, disse.

Montillo contou que o técnico Jair Ventura e os companheiros tentaram convencê-lo a mudar de ideia. “Nesse momento eu fui egoísta. Na minha vida toda pensei no melhor para todos, mas desta vez eu pensei em mim, porque eu estava sofrendo muito.” Ele disse guardar muito carinho do Botafogo e disse que seguirá torcendo pelos colegas.

Meio-campista de boa técnica e faro de gol, Montillo iniciou a carreira em 2002 pelo San Lorenzo e chamou a atenção do futebol brasileiro após ótima passagem pela Universidad de Chile entre 2008 e 2010. Se tornou ídolo do Cruzeiro, pelo qual conquistou o Campeonato Mineiro de 2011, e também atuou com destaque pelo Santos, em 2013. Jogou no Shandong Luneng, da China, entre 2014 e 2016, e retornou ao Brasil em 2017 pelo Botafogo. O sucesso no Brasil o levou a ser convocado algumas vezes para a seleção argentina.

Destaque do Cruzeiro, essa é a primeira convocação de Montillo para seleção principal

Montillo e sua tradicional comemoração, atuando pelo Cruzeiro (Rodrigo Coca/ Fotoarena/VEJA)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Grande jogador, uma pessoa ética, uma pena, no meu Santos também sofreu com as lesões, boa sorte Montillo!

    Curtir

  2. Qual a razão das contusões? Vem pro Flu e resolvemos.

    Curtir