Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Meia do PSG defende ‘privilégios’ a Neymar : ‘Ele pode’

Alemão Julian Draxler responsabilizou imprensa por crise criada no clube francês

O meia alemão Julian Draxler, do Paris Saint-Germain, minimizou as polêmicas apresentadas pela mídia europeia envolvendo Neymar e os privilégios concedidos ao brasileiro no clube francês. O jogador da seleção alemã apontou que os integrantes do elenco não têm ciúmes do camisa 10 e disse estar tudo bem no clube.

“É normal aparecerem muitas notícias com bobagens sobre uma superestrela como Neymar. Ele é um cara gentil e educado e que sabe o tamanho de sua importância para o time. Um jogador como ele pode exigir privilégios. Ninguém tem ciúmes ou está zangado com ele no PSG”, comentou o meio-campista de 24 anos.

“Obviamente que a história sobre a penalidade existiu. Poderia ter terminado em um ou dois dias, mas a mídia passou quatro, cinco semanas discutindo isso”, acrescentou, relembrando a polêmica entre Neymar e o uruguaio Edinson Cavani. Os dois desentenderam sobre quem seria os responsáveis pelas cobranças de bola parada no PSG.

Após defender Schalke 04 e Wolfsburg, Draxler chegou ao futebol francês em janeiro deste ano, em uma contratação que movimentou cerca de 145 milhões de reais à época. Desde então, o jovem, campeão da Copa das Confederações com a Alemanha em julho, acumula 39 partidas com a camisa do PSG, com 12 gols marcados e cinco assistências. Ele foi reserva na conquista da Copa de 2014 e vem sendo titular da equipe alemã.

O jogador da Alemanha Julian Draxler

Meia Julian Draxler está a serviço da seleção alemã na data Fifa (Boris Streubel/Getty Images)