Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jogadores da Roma são ameaçados com bonecos enforcados

Faixa com recado "durmam de luz acesa" também foi pendurada perto do Coliseu. Torcida da Lazio assumiu a autoria do ato, chamado de "provocação sadia"

A derrota da Roma no clássico diante da Lazio, no último domingo, ainda ecoa pela capital italiana, que nesta sexta-feira amanheceu chocada com uma ameaça pendurada próxima a seu principal cartão-postal: em uma passarela em frente ao Coliseu, quatro bonecos vestindo o uniforme da Roma foram “enforcados”, abaixo de uma faixa com os dizeres: ‘Um conselho, sem ofensa: durmam com a luz acesa”. Torcedores organizados da rival Lazio assumiram a autoria da ameaça, chamada por eles de “uma provocação sadia.”

Três camisas tinham nome e número de jogadores da Roma: o italiano Daniele De Rossi – ídolo histórico do time e que marcou um gol na derrota por 3 a 1 do último domingo –, o belga Radja Nainggolan e o egípcio Mohamed Salah. Os bonecos foram colocados perto da meia noite, no horário local, por um grupo de torcedores vestidos de preto.

Já na manhã desta sexta-feira, a torcida “Irriducibili” (Irredutíveis, em italiano), da Lazio, conhecida como uma das mais violentas da Europa e com histórico ligado ao fascismo, assumiu a autoria das ameaças. Em comunicado, publicado pelo jornal La Gazzetta dello Sport, os “ultras”, como são conhecidos os torcedores violentos no futebol europeu, disseram que o enforcamento é apenas uma “metáfora” e culparam o “sensacionalismo da imprensa” pela repercussão.

“Tudo não passa de uma provocação saudável que o dérbi da capital gera. Não houve nenhuma ameaça a nenhum jogador da Roma, os bonecos infláveis representam uma metáfora que quer enfatizar o estado depressivo que fãs e jogadores da outra margem do rio Tibre estão enfrentando.” A nota diz ainda que o conselho sobre a luz acesa é para “evitar os pesadelos que possam perturbar o sono dos romanistas”.