Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jô desconversa sobre gol de mão: ‘Não vi se tocou ou não’

Autor do gol da vitória do Corinthians sobre o Vasco disse que, se tivesse convicção de que lance foi irregular, teria avisado o árbitro

O atacante marcou, com o braço, o gol que deu a vitória ao Corinthians sobre o Vasco, por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, na tarde deste domingo, em Itaquera. Após a partida, o atacante desconversou sobre a ilegalidade do lance e disse não ter certeza se a bola tocou em seu braço.

“Eu me joguei na bola, não deu pra ver. Não sabia se a bola ia entrar, me joguei e não sei onde bateu”, disse, à Rede Globo. O jogador, que durante o Campeonato Paulista foi beneficiado por um gesto de honestidade de Rodrigo Caio, do São Paulo, disse que avisaria o juiz que o gol foi irregular se tivesse certeza. “Se eu tivesse convicção eu falaria, mas não tinha. O árbitro que deve interpretar se foi mão ou não”

O técnico Fabio Carille também foi questionado sobre o lance e disse que o árbitro pode ter considerado que a bola já havia entrado – o que não ocorreu. “Muita gente ainda está em dúvida se a bola estava dentro ou não. Como que o Jô poderia dizer se a bola estava dentro ou não?” O Corinthians também reclama de um pênalti não marcado, no próprio Jô, ainda no primeiro tempo.

Gol Jô

Bola tocou no braço de Jô antes de entrar (//Reprodução)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. JOSÉ ALVES GUIMARÃES

    Perdeu-se uma excelente oportunidade de mostrar aos bandidos da política que este país tem jeito. Mas, o rapaz confessou que tem insensibilidade no braço, na mão e no caráter. Aliás, o caráter é muito sujo para adquirir algum mal.

    Curtir

  2. Ninguém em sã consciência deixou de aplaudir o gesto do Rodrigo Caio, assim como ninguém pode deixar de condenar a canalhice, a desonestidade e a cara de pau (falta de vergonha) do Jô. E ainda tem gente que acha que esse país tem jeito.

    Curtir

  3. Antonio Torina

    Fair play não é para qualquer um!!! O que mais causa espanto é o auxiliar “encima” da jogada, deixar passar! Seria ele corinthiano??? Parece que sim!!!

    Curtir

  4. Flavio Vaz Teixeira

    A velha e comum hipocrisia tupiniquim. Elogiou o adversário quando foi beneficiado em jogo anterior, mas não sentiu a bola tocar em seu braço…deve ir ao médico para analisar essa insensibilidade

    Curtir

  5. sabe quando jogador de futebol padrão vai assumir que fez gol irregular, que fez falta pra machucar, que tentou ludibriar a arbitragem? No dia em que politico assumir que é corrupto. Se jogador fosse honesto, não precisava de arbitragem! O Jô é mais um fruto da nossa sociedade, nossa estrutura familiar. É mais um brasileiro, mais um ser humaninho tentando ser feliz, mas só que as vezes perde a oportunidade de reconhecer seu erro e assim se tornar uma pessoa melhor e servir de exemplo para os outros!

    Curtir