Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Infantino lamenta ausência de árbitro de vídeo em jogo do Panamá

Ex-jogador panamenho ironizou frase do presidente da Fifa

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, lamentou, nesta quinta-feira, a ausência do sistema de vídeo-arbitragem (VAR) em partida do Panamá contra a Costa Rica, na última terça-feira, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo. Na partida, um gol irregular ajudou os panamenhos a se classificarem ao Mundial pela primeira vez.

“Quando você joga a classificação para o Mundial e essa partida é decidida por um erro importante de interpretação do árbitro, que pode acontecer porque eles são seres humanos e cometem erros como todos, eu acredito que chegou o momento de poder corrigir isso”, disse Infantino.

O ex-atacante Julio César Dely Valdés, ídolo da seleção do Panamá, ironizou a frase do presidente da Fifa. “Você sabe o que significa VAR? Vamos à Rússia”, afirmou o técnico das divisões de base do Málaga, da Espanha. O ex-jogador foi treinador da seleção panamenha nas Eliminatórias para a Copa de 2014 e por pouco não conseguiu classificar sua seleção. “Eu penso, unicamente, que o Panamá ganhou, se classificou, e que nosso hino estará presente no Mundial. Essa é a minha resposta a esse assunto”, completou.

O presidente da Comissão de Arbitragem da Conmebol, o ex-juiz brasileiro, Wilson Seneme, concordou com o presidente da Fifa. “Considero que essa jogada é um exemplo muito claro da importância o sistema de vídeo. O jogo teria sido protegido, mas agora não há volta. O sistema deverá ser implementado no futebol”, afirmou Seneme.

A Conmebol vai utilizar o VAR de forma experimental nas quatro partidas das semifinais da Libertadores deste ano. O sistema deve ser mantido nas finais do torneio e também da Copa Sul-Americana.

(com EFE)