Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Goleira Hope Solo acusa Blatter de assédio sexual

Jogadora americana disse que o dirigente suíço lhe apalpou as nádegas na cerimônia da Bola de Ouro. Blatter diz que acusação é 'ridícula e absurda'

Hope Solo, goleira da seleção americana de futebol, disse ter sido vítima de assédio sexual por parte de Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa, durante a cerimônia de entrega do prêmio Bola de Ouro de 2013. Em entrevista publicada na sexta-feira pelo diário português Expresso, Solo afirmou que o dirigente suíço a apalpou pouco antes dos dois aparecerem juntos no palco da cerimônia.

“Blatter apalpou minhas nádegas. (…) É algo que se vulgarizou”, contou a goleira, citando os crescentes casos de denúncias sobre assédio em Hollywood na política e também no esporte. Solo disse que não voltou a encontrar o dirigente, mas que gostaria de revê-lo e dar-lhe um aviso. 

“Falo sempre diretamente com as pessoas envolvidas quando estas coisas acontecem. Por exemplo, já tive de dizer a companheiras minhas: “Não me toquem! Não o façam!” Já aconteceu nos chuveiros, nos vestiários… No caso 
de Blatter, estava nervosa antes da apresentação, iria apresentar a Bola de Ouro. Depois disso não voltei a vê-lo. Não tive oportunidade de confrontá-lo e dizer-lhe: ‘Não volte a me tocar!'”, disse a goleira de 36 anos.

Procurada pela agência de notícias The Associated Press, uma representante de Solo confirmou que as informações publicadas pelo jornal português estão corretas e que a ex-goleira da seleção dos Estados Unidos não dará mais declarações a respeito do assunto.

Blatter: ‘Acusação ridícula’

O dirigente suíço, que presidiu a Fifa entre 1998n e 2015 até ser banido por um escândalo de corrupção, considerou a acusação de Hope “ridícula e absurda”, em declaração enviada à agência AFP neste sábado.

(com AFP e Estadão Conteúdo)