Gol anulado por vídeo pode melar título do Sport no Pernambucano

Tribunal de Justiça Desportiva pede que federação estadual não homologue o resultado da final contra o Salgueiro

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Pernambuco solicitou nesta quinta-feira que a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) não homologue o resultado da final do Campeonato Pernambucano deste ano, entre Sport e Salgueiro. O pedido, assinado pelo vice-presidente Vitor Freitas Andrade Vieira, foi feito após o goleiro Luciano, do Salgueiro, entrar com pedido de impugnação da partida.

O Sport conquistou o título estadual no dia 29 de junho ao vencer o adversário por 1 a 0. No entanto, o Salgueiro teve um gol anulado pelo árbitro de vídeo em um lance duvidoso. A arbitragem considerou que, antes de Álvaro finalizar, a bola fez uma curva no ar e saiu pela linha de fundo na cobrança de escanteio. A marcação gerou reclamação e polêmica, já que nem o replay ajudou a elucidar a jogada. Com isso, o goleiro Luciano decidiu acionar a Justiça.

O TJD determinou que a FPF e a direção do Sport se manifestem nos próximos dois dias. Após este prazo, a procuradoria do tribunal também dará um parecer, o que deverá acontecer na próxima semana. Depois que este processo for finalizado, o caso terá seu julgamento marcado.