Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Firmino teve de superar oposição dos pais e desprezo do São Paulo

Alagoano deverá ser o substituto de Gabriel Jesus na seleção contra o Uruguai

Roberto Firmino deverá ser o substituto de Gabriel Jesus na partida da seleção brasileira contra o Uruguai, nesta quinta-feira, em Montevidéu, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. O alagoano de 25 anos, hoje um dos atacantes mais respeitados do futebol inglês, onde defende o Liverpool, teve de superar muitos obstáculos para se tornar um jogador de elite, entre eles a oposição dos pais e o desprezo do São Paulo.

Nascido em Maceió, Firmino desde cedo mostrou aptidão com a bola nos pés. Seus pais, porém, tinham outros planos: queriam que o menino estudasse, e o trancavam em casa para que ele se dedicasse apenas aos cadernos. A paixão pelo futebol, no entanto, era impossível de conter, e o garoto pulava o muro da residência para se juntar aos amigos no campinho do bairro.

Foi no CRB, um dos clubes mais populares de Alagoas, que Firmino começou a levar a sério o sonho de ser profissional do futebol. Ele, então, foi levado por um empresário ao São Paulo, onde viveu uma das maiores decepções de sua vida. Por duas semanas, foi praticamente ignorado pelos técnicos da base são-paulina e acabou voltando para casa.

Pouco depois, surgiu um novo teste, desta vez no Figueirense, e tudo foi diferente. Virou lenda em Florianópolis o desempenho do garoto alagoano em seu primeiro treino no clube. Ele marcou dois gols de bicicleta, deixou os treinadores de queixo caído e, aos 16 anos, foi contratado imediatamente.

Depois de ser eleito a revelação do Campeonato Brasileiro da Série B de 2010, Firmino foi vendido para o Hoffenheim, da Alemanha. Superados os já esperados problemas iniciais de adaptação, ele se tornou um dos jogadores mais valorizados do país, tanto que foi convocado para a seleção brasileira por Dunga e acabou vendido para o Liverpool por 29 milhões de libras (112 milhões de reais, em valores atuais).

Apesar de ter sido recentemente proibido de dirigir por um ano na Inglaterra, já que foi flagrado conduzindo seu carro sob efeito de álcool, Firmino tem fama de ser um jogador tranquilo, do tipo que não se mete em polêmicas, nem costuma brigar em campo com os adversários. Casado e pai de uma filha de dois anos, o jogador conquistou seu lugar na seleção sem fazer barulho, e tentará provar contra o Uruguai que pode ser um bom substituto para Gabriel Jesus. Afinal, a defesa uruguaia pode ser alta, mas não tanto quanto aquele muro que ele pulava em Maceió.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. A história até que é bonita mas o futebol dele é bem fraquinho. Com certeza deve ter um bom agente para so jogar em grandes times e ser convocado para seleção. Fossem outros os tempos da nossda seleção esse Firmino não seria nem gandula.

    Curtir