Fifa indenizará Palmeiras por lesão de Fernando Prass na seleção

Clube receberá mais do que meio milhão de reais por período em que goleiro esteve afastado

A lesão de Fernando Prass na seleção foi um baque para o time, que perdeu seu capitão e ídolo na campanha do Brasileiro. Contudo, agora, o problema foi amenizado.

Além de ter descoberto Jailson, que brilhou pelo Palmeiras no período, o clube ainda receberá uma indenização da Fifa pela lesão, que aconteceu durante uma competição com chancela da entidade, com a seleção brasileira.

Por conta disso, o Palmeiras receberá da entidade R$ 520 mil por conta da lesão do jogador. Pela primeira vez a entidade indeniza um clube brasileiro pelo tempo de afastamento por conta de lesão na seleção.

Prass lesionou o cotovelo em treino da seleção, pouco antes da estreia do Brasil nos jogos olímpicos. Por conta disso, ele passou por uma cirurgia em agosto, que o tirou dos gramados por cerca de três meses.

A indenização faz parte de um programa da Fifa, de proteção aos clubes que cedem jogadores para seleções em jogos com chancela da entidade. Por conta disso, o Palmeiras entrou com o pedido que foi aceito.

A Fifa pagou a indenização em duas parcelas. A primeira, de 107 mil euros e a segunda com cerca de 40 mil euros chegará agora em janeiro. A valor calculado vai de acordo com o salário em folha e tempo de ausência do jogador.

Na penúltima rodada do Brasileiro, contra a Chapecoense, no dia 27 de novembro, Prass retornou para jogar os minutos finais, substituindo Jailson.