Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em crise, São Paulo faz reunião com torcedores no CT

A pedido do clube, torcedores não revelaram o conteúdo da conversa com atletas, diretores e comissão técnica. Time é o penúltimo colocado do Brasileirão

O São Paulo abriu as portas de seu centro de treinamento a um grupo de torcedores para debater sobre o péssimo momento do clube no Campeonato Brasileiro. O encontro desta quarta-feira no CCT da Barra Funda durou cerca de uma hora e meia e contou com a presença da diretoria, comissão técnica, atletas e outras figuras importantes, como o ídolo Raí, atual membro do Conselho de Administração tricolor.

Além de membros das torcidas organizadas, estiveram presentes torcedores “comuns”, donos de cadeiras cativas do Morumbi e sócio-torcedores. A pedido do clube, os torcedores não revelaram nenhum detalhe sobre o encontro aos jornalistas que aguardavam do lado de fora do CT.

Antes da reunião, Henrique Gomes de Lima, o Baby, presidente da Torcida Independente, concedeu uma breve entrevista. Ele garantiu que a torcida seguirá apoiando o clube e não fará protestos, porém, pediu “coragem e atitude” aos atletas. Baby disse as cobranças mais duras começarão a ocorrer assim que a situação do clube for definida, com o rebaixamento ou a permanência na Série A – o time é o 19º e penúltimo colocado, com 24 pontos em 23 rodadas.

A alta cúpula do São Paulo se dividiu a respeito do encontro entre torcedores, comissão técnica e jogadores. Enquanto alguns acreditavam ser ruim o fato de abrir as portas do clube para potenciais cobranças, outros concordaram com a reunião devido  ao apoio incondicional que os são-paulinos vêm demonstrando nos últimos jogos em casa, lotando o Morumbi.

Com a semana livre para trabalhar, o São Paulo volta a campo neste domingo, às 16h (de Brasília), quando terá um confronto direto contra o Vitória, que também figura na zona de rebaixamento, no Barradão, em Salvador.

(com Gazeta Press)