Cuca relata drama de Guerra: ‘Todo mundo sente’

Meia desfalcou o time na derrota para o Barcelona depois que seu filho se afogou na piscina de casa. Criança está internada, em estado estável

Após a derrota do Palmeiras para o Barcelona, em Guayaquil, pela Libertadores, o técnico Cuca falou sobre o drama vivido pelo meia Alejandro Guerra, que teve de retornar a São Paulo por causa de um acidente doméstico envolvendo seu filho. Cuca não quis relacionar o resultado ao drama familiar de seu jogador, mas afirmou que todos no grupo ficaram abalados ao saber que o filho de Guerra havia se afogado na piscina de casa.

O garoto Assael, de três anos, está internado em estado estável, em São Paulo, segundo o Palmeiras. O Hospital Albert Einstein, a pedido da família, não deu detalhes de seu quadro clínico ao longo da quarta-feira.

“Ao meio-dia, você vê o Guerra correndo de um lado para o outro, desesperado, com um desencontro de informações. Todo mundo sente. Quem é pai, sente. Não tem um que não liga para a casa na mesma hora. Qualquer ser humano sente. Nem precisa ser palmeirense”, afirmou Cuca em entrevista coletiva.

O técnico pretendia escalar Guerra como titular diante do Barcelona, mas decidiu improvisar o veterano Zé Roberto ao saber que Guerra retornaria ao Brasil antes da partida. Segundo o treinador, a situação dramática vivida pelo venezuelano não teve influência no resultado.

“Não seria justo falar que perdemos por causa do lado emocional. Perdemos porque nos últimos 15 minutos sentimos o jogo. Tivemos um cansaço excessivo, natural de uma sequência com viagem e um jogo desgastante. As mexidas que fizemos para dar um gás novo não surtiram tanto efeito.”

Ele, no entanto, ressaltou a falta que Guerra fez ao time.  “A ausência dele pode ter tido influência. É um meio-campista de rara inteligência e que faz grande parte dos lançamentos para nossos atacantes. Infelizmente, teve esse problema e não pôde jogar. Sentimos muito, mas não é desculpa pela derrota.”

O jogo de volta das oitavas de final entre Palmeiras e Barcelona de Guayaquil está marcado para as 21h45 (de Brasília) do dia 9 de agosto, no Allianz Parque.  Às 16 horas deste domingo, no Mineirão, o time paulista pega o Cruzeiro, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.