Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Buffon se aposenta da seleção após tragédia italiana

Goleiro se despede com 175 partidas pela equipe e cinco Copas do Mundo disputadas

A Itália ficará de fora da Copa do Mundo pela primeira vez em 60 anos. Após a eliminação para a Suécia na repescagem das Eliminatórias europeias, o goleiro e ídolo do time, Gianluigi Buffon, muito emocionado, deu adeus ao time que defendeu por 20 anos.

“Peço desculpas, não por mim, mas por todos. Falhamos em algo importante para a sociedade [italiana]. Esse é o único arrependimento que tenho [não ter classificado a Itália para a Copa de 2018], porque o tempo é cruel e um dia isso ia acontecer. Lamento por minha última partida oficial coincidir com a não classificação para a Copa do Mundo”, disse o goleiro, chorando em entrevista logo após a partida em que a Itália empatou com a Suécia por 0 a 0, em Milão.

O goleiro, no entanto, já escolheu substitutos para o posto que deixa: Gianluigi Donnarumma, de 18 anos, revelação do Milan, e Mattia Perin, goleiro de 25 anos do Genoa. “Nós sabíamos que seria um jogo difícil e fizemos o melhor que podíamos. O futuro do futebol italiano está garantido, porque temos a força de Donnarumma, Perin e outros que não decepcionarão.”

Aos 39 anos e com cinco Copas do Mundo disputadas, um recorde ao lado do goleiro mexicano Antonio Carbajal e do zagueiro-meia alemão Lothar Matthäus, Buffon se despede da seleção italiana com 175 partidas disputadas e o título mundial de 2006, na Alemanha.