Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil x Argentina: cinco jogos do superclássico pelo mundo

Clássico mundial já foi disputado nos EUA e também na China

Nesta sexta-feira, às 7h05 (horário de Brasília) em Melbourne, sede dos Jogos Olímpicos de 1956, no estádio Melbourne Cricket Ground, com capacidade para 100.000 pessoas, Brasil e Argentina se enfrentarão em amistoso, válido também pelo Superclássico das Américas. Ainda em busca de uma vaga para a Copa do Mundo de 2018, os argentinos utilizarão a disputa como preparação para as próximas partidas eliminatórias, agora com o novo treinador Jorge Sampaoli. Já classificado, o Brasil não terá Neymar, que está de férias e não foi convocado por Tite. A seguir, cinco jogos deste clássico mundial disputados pelo mundo, dos EUA à China:

Melbourne, 1988: Brasil 0 x 0 Argentina

No primeiro clássico entre Brasil e Argentina realizado na Oceania, a partida era válida pelo Torneio Bicentenário, como parte das comemorações do bicentenário da descoberta da Austrália. O jogo, disputado em dia 10 de julho, no Olympic Park Stadium em Melbourne, terminou empatado em 0 a 0.
Treinado por Carlos Alberto Silva, o Brasil jogou com Taffarel, Luís Carlos Winck, Aloísio, Ricardo Gomes, Jorginho Campos, Ademir, Geovani, Valdo, Careca do Cruzeiro (Mílton), Müller e Romário (Edmar). A Argentina entrou em campo com Islas, Néstor Lorenzo, Mario Lucca, Ruggeri, Oscar Garré, Sergio Batista, Giusti, Hernán Díaz, Claudio Cabrera (Oscar Dertycia), Darío Siviski (Fernando Lanzidei) e Puma Rodríguez. O técnico era Carlos Bilardo, campeão do mundo em 1986.

Brasil X Argentina

Brasil x Argentina, pelas Eliminatórias da Copa de 2010 (Pablo Rey/Exame)

Londres, 2006: Brasil 3 x 0 Argentina

O amistoso de número 90 entre brasileiros e argentinos aconteceu no dia 3 de setembro, no estádio Emirates, casa do Arsenal, em Londres.  O último confronto entre as duas seleções até a partida havia sido a final da Copa das Confederações de 2005, com vitória do Brasil por 4 a 1. Na capital britânica, o Brasil saiu vencedor por 3 a 0, com dois gols de Elano e um gol de Kaká.
Na primeira passagem do técnico Dunga pela seleção, a equipe escalada foi Gomes, Cicinho (Maicon), Lúcio, Juan e Gilberto, Edmílson (Dudu Cearense), Gilberto Silva, Elano (Júlio Baptista) e Daniel Carvalho (Kaká), Robinho (Rafael Sóbis) e Fred (Vágner Love).  Os argentinos jogaram com Abbondanzieri, Zabaleta, Coloccini, Gabriel Milito e Clemente Rodríguez (Samuel), Lucho González, Mascherano (Somoza), Bilos (Insúa) e Riquelme, Lionel Messi e Tevez (Agüero). O técnico era Alfio Basile.

Doha, 2010: Brasil 0 x 1 Argentina

No dia 17 de novembro, no Khalifa International Stadium em Doha no Catar, Brasil e Argentina se enfrentaram no amistoso que quebrou o tabu de 5 anos sem vitórias da Argentina sobre o Brasil (a última vitória tinha sido em 8 de junho de 2005 em Buenos Aires por 3 a 1 válido pelas Eliminatórias da Copa de 2006). O responsável pela vitória foi Lionel Messi, que nunca tinha vencido o Brasil atuando pela equipe principal da Argentina, ao marcar o gol aos 46 minutos do segundo tempo.
Com Mano Menezes como treinador, o Brasil jogou com Victor, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e André Santos, Lucas Leiva, Ramires (Jucilei) e Elias, Robinho, Neymar (André) e Ronaldinho Gaúcho (Douglas). A Argentina jogou com Romero, Zanetti, Burdisso, Pareja e Gabriel Heinze, Banega, Mascherano e Pastore (D’Alessandro), Di María, Lionel Messi e Higuaín (Lavezzi), escalados pelo técnico Sergio Batista.

Nova Jersey, 2012: Brasil 3 x 4 Argentina

Em preparação para as Olimpíadas de Londres, Brasil e Argentina se enfrentaram no dia 9 de junho, no MetLife Stadium em Nova Jersey nos Estados Unidos. Os brasileiros entraram com o time sub-23, enquanto a Argentina manteve seu time principal. Os gols do Brasil na derrota por 4 a 3 para os argentinos foram marcados por Rômulo, Oscar e Hulk. Messi marcou três vezes e o zagueiro Federico Fernández completou o placar.
A equipe que entrou no gramado americano teve Rafael Cabral, Rafael da Silva (Danilo), Bruno Uvini, Juan, Marcelo, Sandro, Rômulo (Casemiro), Oscar (Giuliano), Neymar, Hulk (Lucas Moura) e Leandro Damião (Alexandre Pato).  Os argentinos entraram com Romero, Zabaleta, Garay, Federico Fernández, Clemente Rodríguez (Campagnaro), Mascherano, Gago, José Ernesto Sosa (Guiñazú), Di María (Agüero), Lionel Messi e Higuaín (Lavezzi). O técnico era Alejandro Sabella.

Veja também

Pequim, 2014: Brasil 2 x 0 Argentina

Três meses após o fatídico 7 a 1 para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo, Brasil e Argentina se encontraram. A partida ocorreu em 11 de outubro, no Beijing National Stadium, estádio da abertura dos Jogos Olímpicos de 2008, na China. O amistoso também valeu pelo Superclássico das Américas. Com dois gols do atacante Diego Tardelli, os brasileiros venceram os argentinos por 2 a 0, em partida que teve ainda pênalti defendido por Jefferson, em cobrança de Lionel Messi.
Escalação brasileira: Jéfferson, Danilo, Miranda, David Luiz (Gil), Filipe Luís, Luiz Gustavo, Elias, Oscar, Willian, Neymar (Robinho) e Diego Tardelli (Kaká), com o técnico Dunga. A equipe treinada por Tata Martino teve Romero, Zabaleta, Demichelis, Federico Fernández, Marcos Rojo, Mascherano, Roberto Pereyra (Pérez), Lamela (Pastore), Di María, Lionel Messi e Agüero (Higuaín).