Após estreia pelo PSG, Neymar diz: “Estou mais vivo do que nunca”

Atacante brasileiro teve atuação praticamente impecável em sua primeira partida com a camisa do time francês

Todos os olhares estavam voltados para Neymar. Após conturbada negociação, o atacante brasileiro finalmente fez sua estreia com a camisa do Paris Saint-Germain e não decepcionou quem esperava que o jogador fosse o maior nome do time. Com gol, assistência e uma grande exibição, Neymar iniciou sua trajetória com vitória por 3 a 0 sobre o Guingamp e disse já se sentir em casa.

“Me sinto muito feliz pelo primeiro jogo, com vitória, com gol. Me senti bem dentro de campo e estou muito contente”, afirmou Neymar em entrevista ao canal SporTV. “Sim, me sinto em casa. Já me sinto bem tranquilo, bem à vontade”, acrescentou.

Eleito o melhor jogador da partida logo em sua estreia, Neymar fez o que se esperava dele. O atacante brasileiro participou da jogada do primeiro gol do PSG, em lance de incrível infelicidade do jogador do Guingamp, que jogou contra o próprio patrimônio. Neymar ainda deu bela assistência para Cavani marcar o segundo, e finalizou o placar com gol aos 37 minutos do segundo tempo.

“Estou muito sereno. Sabia que seria muito difícil deixar o Barcelona, mas estou muito feliz por estar aqui. As pessoas acham que deixar o Barça é morrer, mas não. Pelo contrário, estou mais vivo do que nunca.”

Neymar, atacante do Paris Saint-Germain

O brasileiro começou o jogo atuando como atacante pelo lado esquerdo do setor ofensivo – Cavani, centralizado, e Dí Maria, pela direita, completaram o ataque. Durante a partida, Neymar “flutuou” pelo meio-campo e chegou a se encarregar de armar as jogadas ofensivas.

“A posição é praticamente a mesma (do Barcelona). Claro que tem que buscar mais a bola, a movimentação por dentro, que o nosso treinador gosta. Me senti muito cômodo. Claro que falta um pouco de entrosamento ainda, nos conhecer melhor, mas isso é com o tempo, com os jogos”, finalizou o jogador, comprado pelo PSG por 222 milhões de euros.

(com Gazeta Press)