Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Andrés confirma candidatura à presidência do Corinthians

Deputado federal pelo PT-SP divulgou carta informando que tentará reassumir o posto que ocupou entre 2007 e 2011; eleição será em fevereiro de 2018

Andrés Sanchez confirmou nesta terça-feira que se candidatará à presidência do Corinthians em 2018. O empresário e político divulgou uma carta interna aos aliados, onde anunciou que tentará reassumir o posto, que ocupou entre 2007 e 2011. Sanchez ainda afirmou que, caso seja eleito, se licenciará do cargo de deputado federal pelo PT, cujo mandato irá até dezembro de 2018.

“Fui convocado pelos integrantes de meu grupo [Renovação & Transparência] para disputar novamente a presidência do clube para um mandato de mais três anos. Buscarei e visarei melhorar e aprimorar aquilo que vem sendo feito, otimizar políticas inovadoras de gestão e compartilhamento de tarefas, até porque, em nosso clube há pessoas extremamente capacitadas e que, sobretudo, amam o Corinthians”, escreveu.

No documento, Andrés explicou que a prioridade de investimento de sua nova gestão será terminar a construção do centro de treinamento das categorias de base do clube, endereçando a captação de recursos para a obra ao departamento de marketing. Ele ainda destacou ter sido o presidente que “trouxe nosso Timão da Série B para campeão brasileiro”, que “pavimentou a estrada para a conquista da Libertadores e do Mundial”  e viabilizou a operação da Arena Corinthians, “sonho centenário que nenhum presidente anterior teve a felicidade de alcançar”.

“Confesso que não esperava voltar a disputar a presidência do clube, já que sempre preguei pela renovação das lideranças e alternância no poder, mas é preciso ter coragem e ousadia para entender e compreender o momento de dificuldade que passa o nosso país, bem como adaptar-se às mudanças impostas pelas novas legislações esportivas”.

As eleições presidenciais do Corinthians acontecerão no dia 3 de fevereiro de 2018. Será escolhido o novo presidente, seus dois vices e 200 novos conselheiros. O mandato é de três anos.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Salvem o Corinthians?

    Curtir