Segurança

Vírus força navegador Firefox a salvar senhas do usuário

Ameaça virtual altera o programa para evitar a detecção por antivírus

Firefox

(Reprodução/VEJA)

Os navegadores de internet trazem um recurso prático para o usuário, mas que não agrada os especialistas em segurança digital: a capacidade de gravar senhas para redes sociais, sites e serviços de e-mail. De acordo com os analistas da empresa de segurança Webroot, a funcionalidade pode ser explorada por programas maliciosos com a capacidade de extrair tais informações sem o conhecimento das pessoas. Até o momento, era possível desligar tal recurso no Firefox, mas uma nova ameaça pode forçar o navegador a gravar esses dados.

O vírus, conhecido como Trojan-PWS-Nslog, faz alterações no código do programa escondendo sua natureza. “Antes da infecção, uma instalação normal do Firefox perguntaria ao usuário se ele gostaria de salvar seus dados de conexão no computador. Após ser infectado, o navegador simplesmente grava os dados e deixa de fazer a pergunta”, aponta o pesquisador Andrew Brandt, da Webroot.

O especialista aponta que o vírus pode ainda abrir espaço para novas ameaças, encarregadas de distribuir as senhas para os criminosos. Devido às alterações feitas no núcleo do programa, sua detecção torna-se ainda mais difícil para os antivírus atuais.

Brandt avisa que, para evitar problemas, os usuários devem manter sempre uma solução de segurança – como um antivírus – instalada e atualizada em suas máquinas. Além disso, é necessário tomar cuidado com sites poucos confiáveis e links suspeitos, enviados por e-mails ou redes sociais.

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados