Mais Lidas

  1. Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

    Brasil

    Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

  2. Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

    Brasil

    Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

  3. Senadora governista tenta paralisar comissão do impeachment

    Brasil

    Senadora governista tenta paralisar comissão do impeachment

  4. A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

    Brasil

    A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

  5. Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

    Brasil

    Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

  6. Janaína Paschoal: 'Foram anos de falsidade ideológica na nossa cara'

    Brasil

    Janaína Paschoal: 'Foram anos de falsidade ideológica na nossa cara'

  7. Saiba por que seu cachorro não gosta de abraços

    Ciência

    Saiba por que seu cachorro não gosta de abraços

  8. No Senado, Cardozo insiste em 'golpe' e diz que pedirá suspeição do relator

    Brasil

    No Senado, Cardozo insiste em 'golpe' e diz que pedirá suspeição do...

Vírus força navegador Firefox a salvar senhas do usuário

Ameaça virtual altera o programa para evitar a detecção por antivírus

- Atualizado em

Firefox
(Reprodução/VEJA)

Os navegadores de internet trazem um recurso prático para o usuário, mas que não agrada os especialistas em segurança digital: a capacidade de gravar senhas para redes sociais, sites e serviços de e-mail. De acordo com os analistas da empresa de segurança Webroot, a funcionalidade pode ser explorada por programas maliciosos com a capacidade de extrair tais informações sem o conhecimento das pessoas. Até o momento, era possível desligar tal recurso no Firefox, mas uma nova ameaça pode forçar o navegador a gravar esses dados.

O vírus, conhecido como Trojan-PWS-Nslog, faz alterações no código do programa escondendo sua natureza. "Antes da infecção, uma instalação normal do Firefox perguntaria ao usuário se ele gostaria de salvar seus dados de conexão no computador. Após ser infectado, o navegador simplesmente grava os dados e deixa de fazer a pergunta", aponta o pesquisador Andrew Brandt, da Webroot.

O especialista aponta que o vírus pode ainda abrir espaço para novas ameaças, encarregadas de distribuir as senhas para os criminosos. Devido às alterações feitas no núcleo do programa, sua detecção torna-se ainda mais difícil para os antivírus atuais.

Brandt avisa que, para evitar problemas, os usuários devem manter sempre uma solução de segurança - como um antivírus - instalada e atualizada em suas máquinas. Além disso, é necessário tomar cuidado com sites poucos confiáveis e links suspeitos, enviados por e-mails ou redes sociais.

TAGs:
Redes Sociais
Firefox
Navegadores
Vírus
Seguranca