Mais Lidas

  1. Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

    Brasil

    Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

  2. Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

    Brasil

    Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

  3. Senadora governista tenta paralisar comissão do impeachment

    Brasil

    Senadora governista tenta paralisar comissão do impeachment

  4. A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

    Brasil

    A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

  5. Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

    Brasil

    Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

  6. Janaína Paschoal: 'Foram anos de falsidade ideológica na nossa cara'

    Brasil

    Janaína Paschoal: 'Foram anos de falsidade ideológica na nossa cara'

  7. Saiba por que seu cachorro não gosta de abraços

    Ciência

    Saiba por que seu cachorro não gosta de abraços

  8. No Senado, Cardozo insiste em 'golpe' e diz que pedirá suspeição do relator

    Brasil

    No Senado, Cardozo insiste em 'golpe' e diz que pedirá suspeição do...

Google vai adotar medidas antipirataria

Sites denunciados serão retirados da página de resultados

- Atualizado em

O Google anunciou nesta quinta-feira que pretende implementar quatro medidas para combater a pirataria on-line. As mudanças devem ser feitas dentro dos próximos meses.

A empresa pretende retirar dos resultados de busca os sites denunciados como piratas. O Google vai aprimorar a ferramenta de notificação e promete remover o conteúdo ilegal em até 24 horas após o recebimento do aviso. Mas também pretende melhorar o serviço, evitando a censura a sites injustamente apontados como piratas. Os usuários que usarem a ferramenta de denúncia com responsabilidade, indicando apenas conteúdos que realmente infringem os direitos autorias, terão seus pedidos acatados mais rapidamente.

Além disso, a empresa irá restringir a função de preenchimento automático, que sugere buscas a partir do que está sendo digitado, de maneira a não indicar pesquisas que frequentemente apontam páginas piratas. Mesmo assim, o Google não irá censurar a busca em si: se o usuário digitar termos referentes à busca por conteúdo pirateado, sites piratas que não foram denunciados aparecerão entre os resultados.

Para promover e facilitar o acesso a sites que abrigam conteúdo autorizado, o Google exibirá amostras prévias desses endereços, como faixas de música. "Estamos procurando maneiras de fazer com que esse tipo de conteúdo seja encontrado mais facilmente", disse Kent Walker, conselheiro geral da empresa, no blog oficial da companhia.

Os piratas também serão retirados do programa de anúncios da empresa, o AdSense. Dessa maneira, propagandas não aparecerão nos sites que abrigam conteúdo ilegal, para dificultar que estas páginas lucrem por meio de anúncios.

Representantes da indústria fonográfica disseram que as medidas são bem-vindas, porém insuficientes. O maior problema, segundo eles, seria o fato de que o serviço de buscas direciona clientes que procuram entretenimento a sites com conteúdo pirata.

TAGs:
Pirataria