Mais Lidas

  1. Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

    Brasil

    Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

  2. Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

    Brasil

    Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

  3. Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

    Brasil

    Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

  4. A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

    Brasil

    A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

  5. Senadora governista tenta paralisar comissão do impeachment

    Brasil

    Senadora governista tenta paralisar comissão do impeachment

  6. Denúncia contra Dilma não deve ser ampliada, diz Lira

    Brasil

    Denúncia contra Dilma não deve ser ampliada, diz Lira

  7. FHC presta depoimento à PF sobre acusações de ex-amante

    Brasil

    FHC presta depoimento à PF sobre acusações de ex-amante

  8. Pimentel condecorou mais da metade dos desembargadores do TJ-MG

    Brasil

    Pimentel condecorou mais da metade dos desembargadores do TJ-MG

Caixa eletrônico de bitcoins falha na estreia durante a Campus Party

Máquina permite converter cédulas de real em quantidade de bitcoins, que são armazenadas em uma carteira virtual

Por: Claudia Tozetto - Atualizado em

Reprodução
Caixa eletrônico de bitcoins que chegará ao Brasil é fabricado pela empresa Lamassu(Reprodução/VEJA)

O primeiro caixa eletrônico de bitcoins a operar no Brasil apresentou uma falha no primeiro dia da Campus Party, evento de tecnologia que acontece em São Paulo até o próximo domingo. A máquina, que converte o valor de cédulas de real em bitcoins, parou de funcionar no início da tarde desta terça-feira.

Leia também:

Caixa eletrônico de bitcoins chega ao Brasil

Começa a sétima edição da Campus Party em São Paulo

Exposta na entrada da área dedicada às startups na Campus Party, o caixa eletrônico chegou a ser testado por alguns usuários. No final da tarde, os visitantes que passaram pelo estande do Mercado Bitcoin, empresa responsável pela operação do caixa eletrônico, ficaram frustrados por não poder testar a conversão da moeda virtual para real.

A falha está relacionada aos ajustes feitos no sistema operacional para que a máquina opere em português e aceite cédulas de real. "O problema pode ser corrigido com uma atualização, mas a conexão de internet da Campus parou de funcionar e estamos baixando o arquivo pelo 3G do celular", explica Rodrigo Batista, CEO do Mercado Bitcoin. A empresa promete corrigir a falha até esta quarta-feira.

Até a chegada do caixa eletrônico, as transações de compra e venda de bitcoins no Brasil só podiam ser realizadas de duas formas: diretamente entre dois usuários, por meio da transferência da moeda de uma carteira virtual para outra; ou por meio de sites como o Mercado Bitcoin. Neste caso, é preciso comprar créditos para fazer transações. O valor em reais fica disponível para comprar bitcoins de outros usuários cadastrados no site.

De acordo com Batista, as transações realizadas por meio do caixa eletrônico estão sujeitas a uma taxa de 2,5% sobre o valor do bitcoin na última transação realizada no Mercado Bitcoin. Após os testes na Campus Party, a empresa pretende colocar o caixa eletrônico no centro financeiro de São Paulo, mas ainda não há local definido.

  • Voltar ao início

  • Todas as imagens da galeria:


TAGs:
Campus Party