Mais Lidas

  1. STF barra crédito extra de 100 milhões de reais para publicidade do governo

    Brasil

    STF barra crédito extra de 100 milhões de reais para publicidade do...

  2. Justiça bloqueia bens do senador Lindbergh Farias

    Brasil

    Justiça bloqueia bens do senador Lindbergh Farias

  3. Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

    Brasil

    Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

  4. Marta Suplicy é vaiada em discurso em São Paulo. De novo

    Brasil

    Marta Suplicy é vaiada em discurso em São Paulo. De novo

  5. Família real britânica divulga fotos da princesa Charlotte

    Mundo

    Família real britânica divulga fotos da princesa Charlotte

  6. Cunha chama reajuste no Bolsa Família de irresponsabilidade fiscal

    Brasil

    Cunha chama reajuste no Bolsa Família de irresponsabilidade fiscal

  7. A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

    Brasil

    A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

  8. 1º de Maio: Dilma oficializa reajuste de 9% no Bolsa Família

    Brasil

    1º de Maio: Dilma oficializa reajuste de 9% no Bolsa Família

Planos de saúde agora têm prazo para agendar consultas

Agendamento de consulta básica será feito em até 7 dias. O de exames, em 3

- Atualizado em

Com a paralisação prevista para esta quinta-feira, atendimentos eletivos e consultas previamente agendadas não serão atendidos
Consulta médica: atendimentos de pediatria, clínica médica, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia deverão ser realizadas em sete dias úteis(Jupiterimages/Thinkstock/VEJA)

Os planos de saúde passarão a ser obrigados a cumprir prazos para o agendamento de consultas. Resolução da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) - responsável por fiscalizar as operadoras de saúde do país -, publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira, limita a sete dias o prazo para a realização de consultas básicas, como pediatria, clínica médica, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia. As regras passam a valer em 90 dias úteis.

Já o agendamento para consultas com fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fisiotepêutas e atendimento em regime de hospital-dia devem ser feitos em até 10 dias. Para as demais especialidades, o prazo é de 14 dias. Consultas com cirurgião dentista também devem ser marcadas em até sete dias.

Serviços de diagnóstico por laboratório de análises clínicas em regime ambulatorial, como exames de sangue e de urina, devem ser agendados em até três dias úteis. Já o prazo para procedimentos de alta complexidade é de 21 dias úteis, bem como o atendimento em regime de internação eletiva.

O cliente poderá ser atendido na localidade que exigir, desde que esta esteja dentro da área de abrangência do plano. Urgências e emergências devem ser prestadas de imediato.

Para poder cumprir com os prazos, a operadora poderá agendar a consulta com qualquer prestador de sua rede credenciada. Isso significa que, ao marcar a consulta, o beneficiário não será atendido necessariamente pelo profissional de sua escolha.

TAGs:
Convênio Médico
Planos de Saúde
ANS