Mais Lidas

  1. STF barra crédito extra de 100 milhões de reais para publicidade do governo

    Brasil

    STF barra crédito extra de 100 milhões de reais para publicidade do...

  2. Justiça bloqueia bens do senador Lindbergh Farias

    Brasil

    Justiça bloqueia bens do senador Lindbergh Farias

  3. Marta Suplicy é vaiada em discurso em São Paulo. De novo

    Brasil

    Marta Suplicy é vaiada em discurso em São Paulo. De novo

  4. A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

    Brasil

    A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

  5. Cunha chama reajuste no Bolsa Família de irresponsabilidade fiscal

    Brasil

    Cunha chama reajuste no Bolsa Família de irresponsabilidade fiscal

  6. 1º de Maio: Dilma oficializa reajuste de 9% no Bolsa Família

    Brasil

    1º de Maio: Dilma oficializa reajuste de 9% no Bolsa Família

  7. Saiba quais serão as cidades mais ricas do mundo em 2025

    Economia

    Saiba quais serão as cidades mais ricas do mundo em 2025

  8. Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

    Brasil

    Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

Especialista tira dúvidas sobre cálculo renal

Aguinaldo César Nardi, presidente da Sociedade Brasileira de Urologia, desfaz mitos sobre as pedras nos rins e diz que o laser nem sempre é o melhor tratamento

Por: Jones Rossi - Atualizado em

Em algum momento da vida, 8% das mulheres e 15% dos homens no Brasil terão cálculos renais - ou pedras nos rins, como também são chamados. Causados por um problema de metabolismo, que faz com que cristais se acumulem de forma anormal nos rins, os cálculos renais são de tratamento relativamente fácil e raramente necessitam de intervenção cirúrgica. É bom, no entanto, saber que uma pessoa pode ter o problema mais de uma vez. Nos vídeos abaixo, o presidente da Sociedade Brasileira de Urologia, Aguinaldo César Nardi, explica quais as medidas necessárias para evitar a recorrência do problema e esclarece a diferença entre os vários tratamentos disponíveis.

*O conteúdo destes vídeos é um serviço de informação e não pode substituir uma consulta médica. Em caso de problemas de saúde, procure um médico.

TAGs:
Pergunte ao Médico